Oscar Niemeyer: um Homem

Quando criança não tinha noção quem era Oscar Niemeyer, mas sempre ouvia as pessoas falarem dele: desde os mais humildes até os presidentes da República. Já adolescente estava ciente de sua grandeza, dimensão de sua obra e pessoa. Contudo, o que chamava muito mais atenção era que o próprio não se envaidecia com os modismos desse mundo farto de futilidade.
Oscar Niemeyer tinha na cabeça não somente a obra, mas também um legado com seu toque. Pensava no social, não naquele social da figura do homem como pobre coitado, e sim o cidadão, o solidário que acreditava num mundo mais justo, humano e solidário. Qualidades que fazem falta para todos nós. Lembro de um documentário sobre sua vida com a declaração de sua funcionária que trabalhava em sua casa, e ele dizia que ela não precisaria entrar pela porta dos fundos e sim pela porta de frente (infelizmente não me lembro do filme). Passei admirá-lo ainda mais.
Olhando o exemplo de OSCAR, sinto-me com mais vontade de viver cem anos ou mais, aprendendo mais e mais. Ele estava lúcido,ativo, em dia com o mundo e sem perder o foco.
Felizmente vão se passar cem, duzentos e muito mais anos e o seu nome estará sendo sempre lembrado. Oxalá, tomara que sim!
Aonde quer que vejamos as suas obras, não vamos somente lembrarmos do arquiteto, e sim do HOMEM que lutou por um Brasil mais justo e melhor para o seu povo.
NIEMEYER PARA SEMPRE!!!
(*) Fabio Nogueira-Niemeyer é militante da Educafro,cidadão e aluno de história da Universidade Castelo Branco. E-mail Fabionogueira95@yahoo.com.br

Deixe uma resposta