"O veneno está na mesa"

Fotos: Raquel Torres - EPSJV/Fiocruz

No último dia 25 de julho, foi lançado no Rio de Janeiro o documentário “O Veneno está na Mesa”, de Silvio Tendler. Em cerca de 60 minutos, o filme mostra como o país facilita o consumo dos agrotóxicos e como movimentos sociais e setores do próprio governo como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Instituto Nacional do Câncer (Inca) têm tentado, de formas distintas, alertar sobre o problema. Com entrevistas de trabalhadores rurais, pesquisadores da área da saúde e diversos dados e informações inéditas, o documentário denuncia casos de contaminação pelo uso de agrotóxicos, inclusive com a morte de um trabalhador, e mostra como é possível estabelecer outro modelo de produção sem o uso de venenos, baseado na agroecologia. Em estreia lotada, com a presença de mais de 700 pessoas, Silvio Tendler pede que o filme circule por todo o país. Como as cópias não serão vendidas, ele autoriza as pessoas a reproduzirem o documentário para que o sinal de alerta chegue a todos os cantos do país e anuncia que em breve o filme também estará disponível na internet. Antes da sessão, realizada no espaço Oi Casa Grande, Silvio Tendler concedeu esta rápida entrevista à EPSJV/Fiocruz, que foi uma das parceiras na realização do documentário. Confira a entrevista.
O filme foi construído em constante diálogo com movimentos sociais. Essa experiência foi diferente dos outros filmes?
Do ponto de vista da produção é o primeiro trabalho junto com os movimentos sociais, mas do ponto de vista da difusão, não. Meus filmes sempre estiveram vinculados aos movimentos sociais – eu filmei a inauguração da Escola Nacional Florestan Fernandes [Enff/MST], projetei meus filmes lá. Eu circulo por esse país apresentando os filmes aos movimentos sociais, então, sempre tive essa vinculação. A produção de um trabalho em conjunto, que para mim é uma coisa muito honrosa, é a primeira vez. E eu acho até que é o resultado natural do processo. Depois de fazer tantas coisas juntos, é normal que a gente pense em fazer um filme juntos. No caso do filme sobre os agrotóxicos, acho que foi um casamento natural que ‘juntou a fome com a vontade de comer’. Há uns dois anos eu estive no Uruguai e conversei com o [escritor] Eduardo Galeano, aí ele me falou que o Brasil é o país que mais usava agrotóxicos. Ele disse isso com uma certa tristeza por ser o Brasil, e, sobretudo, pelas circunstâncias políticas que nós vivemos. Aí eu voltei para o Brasil com a ideia de fazer alguma coisa sobre os agrotóxicos. Pensei em fazer uns spots para colocar no Youtube, conversei sobre isso com o [João Pedro] Stedile [coordenador nacional do MST] e ele deu força, então começamos a conversar. Um dia ele falou: ‘Olha, está surgindo um movimento muito forte contra os agrotóxicos e eu acho que dá para juntar com aquela sua ideia do filme’. Desse casamento, nasceu ‘O veneno está na mesa’.







A expectativa que você tinha antes de ir a campo realizar as filmagens e entrevistas se confirmou durante o processo?
O documentário sempre supera as expectativas. Sempre a realidade é mais forte do que a ficção. Eu sou documentarista por isso, porque acho que a realidade é muito forte. Em primeiro lugar pudemos ver que o veneno contido nos agrotóxicos não é um fato teórico, é uma realidade muito dura e muito difícil, mais dramática do que eu imaginava. E segundo que o trabalho e a luta das pessoas que reagem e enfrentam também é muito difícil, então, nesse sentido, é um filme mais completo do que o meu imaginário e muito mais forte. Eu estou muito feliz por estar fazendo esse filme.
Quanto tempo durou o processo de filmagem?
Uns seis meses. Começamos no final do ano passado. Fizemos com muito pouco recurso, é um filme muito barato para o que ele é. Fizemos filmagens em Porto Alegre, Ceará, Espírito Santo, envolvemos muita gente, fizemos tudo com muito carinho, com a maior qualidade. Temos três grandes atores narrando o filme – Julia Lemmertz, Caco Ciocler e Dira Paes – além de um diretor de teatro que é um ícone para essa garotada, que é o Amir Haddad. Então, temos um produto com um baita acabamento e muito pouca grana. Muito mais barato do que essa campanha que está no ar hoje de defesa do agrotóxico [a campanha Sou Agro]. A diferença é que fizemos com paixão e com carinho, e não com grana.
Diante dessa forte propaganda do agronegócio em defesa do modelo de produção que utiliza agrotóxicos, o que você espera da difusão do filme?
Eu espero esse entusiasmo da juventude, da militância. Na verdade, esse é um filme que de uma outra forma eficaz combate a pirataria, porque na verdade as cópias serão dadas e não vendidas, então, ninguém vai comprar. O filme segue com o selo “copie e distribua”, e eu espero que essa forma de a gente trabalhar funcione, por exemplo, como a eficácia de um blog na internet, pelo qual as pessoas se informam. Esse filme, de uma certa maneira, é um blog em forma de DVD, que será distribuído, vai circular, as pessoas vão assistir e vão criar um movimento de consciência de que realmente o agrotóxico é uma coisa muito ruim para todo mundo. A mensagem é que nós podemos construir uma agricultura sem agrotóxicos. Que, a partir do momento em que a sociedade se organiza e se mobiliza, nós podemos começar a pensar na vida sem agrotóxico, pensar num outro projeto de vida que a gente quer fazer. E essa mudança em relação aos agrotóxicos pode funcionar daqui para frente em relação a tudo o que queremos da vida.
(*) Entrevista concedida a Raquel Júnia – EPSJV/Fiocruz.

5 comentários sobre “"O veneno está na mesa"”

  1. INTERNET: O VENENO está na MESA é VERDADE ! ! ! ! ! !
    Prezados Cidadãos Brasileiros & Interessados pelo AGUAPÉ,
    A matéria (Link abaixo) nos informa que o VENENO está na MESA e isso a HUMANIDADE está SABENDO há um Bom Tempo – o que a HUMANIDADE não sabe é a SOLUÇÃO–ÉTICA para EVITAR o PIOR para o Planeta TERRA.
    http://mercadoetico.terra.com.br/arquivo/o-veneno-esta-na-mesa/? … hoje
    As ÁGUAS recebem continuamente Grande Partes dos Resíduos TÓXICOS que são produzidos pelas Atividade Humanas e as Atividades da Própria Natureza, com isso as ÁGUAS dos Córregos, como os Rios, Lagoas / Represas /Açúdes, MARES & OCEANOS, como as ÁGUAS do Sub–Solo, vão se tornando no “LIXÃO” do Planeta TERRA e a sua situação vai se tornando IN–SUSTENTÁVEL e/ou DES–EQUILIBRADA para SOBREVIVÊNCIA de toda sua BIODIVERSIDADE – o DES–EQUILÍBRIO é MORTAL para Uma Parte da BIODIVERSIDADE, a Mais FRÁGIL e com isso JÁ se percebe o seu PERECIMENTO / EXTINÇÃO.
    Com o PERECIMENTO da Parte Mais FRÁGIL aumenta–se os Níveis dos Resíduos TÓXICOS e Nova Parte da BIODIVERSIDADE, também, vai PERECER e dessa forma prossegue o Efeito DOMINÓ DEVASTADOR, sem Qualquer CHANCE para a sua REVERSÃO, através de Processos NATURAIS e/ou da AÇÕES HUMANAS.
    Sabemos que Boa Parte da HUNANIDADE tem preocupado com a Situação do “LIXÃO” do Planeta TERRA, como tem Empenhado Esforços para a REDUÇÃO / CONTROLE da Formação desse “LIXÃO”, mas estamos convictos em afirmar que o que tem sido REALIZADO é INSIGNIFICANTE e o RISCO é CERTO – A HUMANIDADE tende a ser EXTINTA ! ! ! ! ! !
    A Equipe BR do AGUAPÉ volta a APONTAR a SOLUÇÃO para EVITAR a EXTINÇÃO PRECOCE da HUMANIDADE – é a UNIÃO / ÉTICA, principalmente das MULTINACIONAIS & PESQUISADORES, ,como das Autoridades MUNDIAIS & Autoridades LOCAIS, para Produção & Industrialização do AGUAPÉ, rumo a IMPLEMENTAÇÃO das Fazendas MARINHAS, mas para isso os Centros de Pesquisas e até as MULTINACIONAIS precisam atuar para o Desenvolvimento do AGUAPÉ TRANSGÊNICO de Uso LIVRE de que todos NECESSITARÃO.
    Para se conseguir MAXIMIZAR a UNIÃO / ÉTICA em toda HUMANIDADE requer ampla participação dos Seres Humanos – todos precisam entender que é possível VIVER MUITO MELHOR, com pouco Bens Materiais e para isso os VEREADORES, sendo os POLÍTICOS que estão ao Lado dos POVOS, é que devem iniciar essa CONCIENTIZAÇÃO.
    NOTA: “Quando Sonhamos SOZINHOS é só um SONHO, mas quando Sonhamos JUNTOS é o início de uma Nova Realidade” (D. Helder Câmara) – apresente as suas MANIFESTAÇÕES (Críticas, Sugestões, ETC.), utilizando o Endereço Eletrônico: missao.tanizaki@gmail.com, certo que muitos na Sociedade Brasileira, inclusive a Equipe BR do A G U A P É, te agradeçerão.
    LEMBRETE: um dia nos APOSENTAMOS dos Trabalhos que garantem o Pão Nosso de Cada Dia, mas muitos Trabalhos Nobres estão aguardando por nossa AJUDA – Desenvolver os referidos Trabalhos Nobres faz parte dos Nossos DEVERES / OBRIGAÇÕES NOBRES e são BÁSICOS para nos manter FELIZ no Dia a Dia ! ! ! ! ! !
    Um Abraço Fraterno aos Interessados pelo A G U A P É,
    MISSAO TANIZAKI
    Servidor Público Federal
    Bacharel em Química
    missao.tanizaki@gmail.com (Usual)
    missaotanizaki@yahoo.com.br (Alternativo)
    OSCIPE (*) – Equipe BR do A G U A P É
    TUDO POR UM BRASIL & MUNDO MELHOR
    (*) REF.: Definições do SEBRAE

  2. Pingback: O veneno está na mesa | Documentário sobre agrotóxico na alimentação

  3. AGUAPÉ: SONHO / REALIDADE na ÁFRICA ! ! ! ! !
    Prezados Cidadãos Brasileiros,
    PARTE I
    O Povo AFRICANO já encontrou o CAMINHO da SUSTENTABILIDADE iniciando a utilização do AGUAPÉ que, ainda Prolifera no Lago VITÓRIA e isso pode ser verificado em Matérias divulgadas na Internet – através de uma Busca com a Palavra Chave: “Lago Vitória””Crassipes” poderá encontrar Muitas Matérias, onde alguns consideram o AGUAPÉ como uma PRAGA, mas outros acreditam ser a Grande SOLUÇÃO para MUITOS – a Equipe BR do AGUAPÉ há muito tempo vem acreditando se tratar de Uma Grande SOLUÇÃO para MUITOS, certo que poderá substituir toda Produção Mundial do PETRÓLEO POLUIDOR rumo a Um MUNDO SUSTENTÁVEL, de FATO.
    Nota: na atualidade a Proliferação é EXCESSIVA, causadora dos Baixos Níveis de Oxigenação das ÁGUAS causando Mortandade à Várias Espécies Aquáticas – Além da Correta Distribuição é necessários que as Planta Aquáticas não ultrapassem o limite de 20 % da Área Superficial das Lâminas D’Água.
    PARTE II
    Quem atua na Produção Agropecuária CONVENCIONAL / TÓXICA, certamente verão Filhos & Netos se tornarem VÍTIMAS SÉRIAS dos Seus Próprios ERROS – Recomendo uma Profunda REFLEXÃO ! ! ! ! ! !
    Na Agropecuária CONVENCIONAL / TÓXICA se faz uso / abuso do consumo excessivo da ÁGUA & SOL e Produtos TÓXICOS, mas na Agropecuária ORGÂNICA, de FATO, SUSTENTÁVEL todos os RECURSOS são utilizados de forma mais CORRETA, em todos os sentidos.
    Qualquer Produtor Rural sabe o quanto os AGRO–TÓXICOS são RUINS para a SAÚDE dos Seres Humanos e para a NATUREZA – A MAIORIA não sabe que POLUINDO as ÁGUAS está colocando VENENO em Seu Próprio Prato, pois ele retorna pelas ÁGUAS (Recomenda– se uma Atenção Especial aos Metais PESADOS).
    PARTE III
    Uma BOA PARTE dos VEGETAIS não suportam muito a Irradiação SOLAR DIRETA e também podem requer muita ÁGUA para Desenvolver–se Bem – o exposto levou a Equipe BR do AGUAPÉ a uma Boa Reflexão fazendo mais uma vez questionar a SUSTENTABILIDADE das Grandes MONOCULTURAS.
    As Grandes MONOCULTURA está Muito Mais sujeita a Infestação de DOENÇAS & “PRAGAS”, requerendo Muita Utilização de Produtos TÓXICOS e com isso tem produzido Muito DES–CRÉDITO perante os CONSUMIDORES – a ALTERNATIVA adotada pelos Produtores Rurais na atualidade é BURRA, pois geram PROBLEMAS aos Seres Humanos e as “PRAGAS” (Parte da Biodiversidade), levando a NATUREZA SÁBIA estabelecer as SOLUÇÕES de que necessitamos, como, também, as PUNIÇÕES /JUSTIÇAS MERECIDAS aos NÃO–ÉTICOS no seu devido tempo.
    Preservando o Meio ambiente & Biodiversidade e Adotando Práticas SUSTENTÁVEIS, no mínimo, estará garantindo uma RENDA EXTRA, pois deixará de utilizar AGRO–TÓXICOS, ao menos o EXCESSO – O exposto é VÁLIDO / RECOMENDADO, em ESPECIAL para a atual Agricultura FAMILIAR, mas é necessário que toda Sociedade Brasileira passem a Somar Esforços na CONCRETIZAÇÃO dessa IDÉIA da Equipe BR do AGUAPÉ, reduzindo–se o VENENO que colocam em Nossos PRATOS do DIA a DIA.
    Com a ADOÇÃO de Práticas SUSTENTÁVEIS o Produtor Rural da Agricultura Familiar pode até mesmo eliminar o uso dos AGRO–TÓXICOS e com isso alcançar mais facilmente a Sua SONHADA RENDA – A RENDA ATUAL é MALÉFICA para a HUMANIDADE e o Planeta TERRA, tendo levado os Pequenos & Grandes Produtores Rurais a Prosseguir na Contra–Mão da Sustentabilidade e com isso entram em ATOLEIRO que aumentam suas DESPESAS com a SAÚDE de toda Sua Família e da Sociedade Brasileira, COMPROMETENDO o Meio Ambiente & Biodiversidade.
    Nota: Estamos acreditando que em várias Culturas Multi–Consorciadas ou Pequenas Mono– Culturas o Produtor Rural poderá fazer uso de algumas Variedades de Gramíneas, como o Santo Agostinho, pois ela desenvolve bem em Ambiente Sombreado, servindo como ALIMENTO para as “PRAGAS”, Importante Parte da Biodiversidade, bem como PASTO no Períodos das SECAS, entre outros BENEFÍCIOS – isso pode levar o Produtor Rural até abandonar o uso dos AGRO–TÓXICOS.
    PARTE IV
    Provavelmente, ainda nesta década, através da utilização de Nano–Materiais (Sempre há os PRÓS & CONTRAS) os Produtores Rurais poderão serem contemplados com RECURSOS INOVADORES para Produção de Energia dos VENTOS – Essa IDÉIA está prevista nos Projetos da Equipe BR do AGUAPÉ.
    Uma Nova IDÉIA da Equipe BR do AGUAPÉ é do Desenvolvimento de um Veículo Aero–Espacial, Eletro–Magnético, Retrátil / Modular que deverá ser AUTO–SUSTENTÁVEL, capaz de se Movimentar na Atmosfera Rarefeita fazendo uso de um Motor que utiliza o Efeito do Campo Magnético do Nosso Planeta TERRA, sem necessidade de Consumo de Combustíveis ou Energias Usuais – Não se trata de um Moto–Contínuo, pois empregará a ENERGIA POTENCIAL que o Campo Magnético Terrestre nos Disponibiliza Gratuitamente. A IDÉIA da Equipe BR do AGUAPÉ não é UTOPIA, pois tudo que necessitamos já existe e o que só falta é tornar os Nano–Materiais acessíveis e com PREÇOS comercialmente viáveis, como Desenvolver Tecnologia para Construção / Montagem do Veículo Aero–Espacial.
    APOIO: A Equipe BR do AGUAPÉ tem a informar que Não Basta as Boas IDÉIAS – hoje, mais do que nunca, é FUNDAMENTAL a Soma de ESFORÇOS, certo que se isso não for possível aqui, certamente haverá Soma de ESFORÇOS em Outros PAÍSES.
    ALERTA
    A Equipe BR do AGUAPÉ recomenda o ALERTA as todas Sociedade Brasileira, em Especial as AUTORIDADES BRASILEIRAS & Grandes EMPRESAS /MULTINACIOANIS: é previsível que em BREVE deverá ocorrer Muitas QUEBRADEIRAS e que chegou a VEZ dos PEQUENOS–ÉTICOS voltarem as Suas ORIGENS (O CAMPO) para atuar, de FATO, com SUSTENTABILIDADE / DIGNIDADE, certo que poderão por FIM à Escravidão ECONÔMICA / Materialista a que vem enfrentando a HUMANIDADE desde que surgiram os Primeiros Povos.
    OBSERVAÇÃO: Os Cidadãos Brasileiros das Nossas Forças Armadas podem / devem assumir os Seus PAPÉIS nas Lutas NOBRES por um BRASIL & MUNDO, de FATO, SUSTENTÁVEL.
    NOTA: “Quando Sonhamos SOZINHOS é só um SONHO, mas quando Sonhamos JUNTOS é o início de uma Nova Realidade” (D. Helder Câmara) – apresente as suas MANIFESTAÇÕES (Críticas, Sugestões, ETC.).
    LEMBRETE: um dia nos APOSENTAMOS dos Trabalhos que garantem o Pão Nosso de Cada Dia, mas muitos Trabalhos Nobres estão aguardando por nossa AJUDA – Desenvolver os referidos Trabalhos Nobres faz parte dos Nossos DEVERES / OBRIGAÇÕES NOBRES e são BÁSICOS para nos manter FELIZ no Dia a Dia ! ! ! ! ! !
    Um Abraço Fraterno aos Interessados pelo AGUAPÉ,
    MISSAO TANIZAKI
    Servidor Público Federal
    Bacharel em Química
    missao.tanizaki@gmail.com (Problema / Não Solucionado)
    missaotanizaki@yahoo.com.br (Alternativo)
    OSCIPE (*) – Equipe BR do AGUAPÉ
    TUDO POR UM BRASIL & MUNDO MELHOR
    (*) REF.: Definições do SEBRAE

Deixe uma resposta