O Papa: cada cristão é chamado a ser um tecelão de fraternidade

Por Jane Nogara

Depois da oração do Angelus, neste domingo (18) o Santo Padre saudou os presentes e recordou que hoje a Igreja celebra o Dia Mundial das Missões destacando o trabalho dos missionários. Iniciou citanto o tema para este ano de 2020.

“Eis-me aqui, envia-me! Tecelões de fraternidade. Essa é uma palavra bonita “tecelões”. Cada cristão é chamado a ser um tecelão de fraternidade. De maneira especial, assim são os missionários e missionárias – sacerdotes, leigos, homens e mulheres consagrados – que semeiam o Evangelho no grande campo do mundo. Rezemos por eles e ofereçamos-lhe o nosso apoio concreto”

Em seguida o Papa manifestou publicamente a sua gratidão pela recente libertação do padre Pierluigi Maccalli da Sociedade de Missões Africanas, sequestrado dois anos atrás no Níger.

“Também nos alegramos porque com ele foram libertados outros três reféns. Continuemos a rezar pelos missionários e catequistas e também por aqueles que são perseguidos ou sequestrados em várias partes do mundo”.

Fonte: Vatican News

(18-10-2020)

Deixe uma resposta