O lobo e o cordeiro, hoje

“O lobo disse ao cordeiro: “Vou te devorar porque vc está sujando a água que eu bebo”.

O cordeiro respondeu: “Não posso sujar a água que vc bebe, porque a água corre daí para cá”. O lobo prosseguiu: “Mas, há um ano, você me insultou e, por isso, eu vou acabar com você”. E o cordeiro respondeu: “Mas, há um ano, eu nem tinha nascido”. E o lobo concluiu: “Se não foi você, foi seu pai”. E atacou o cordeiro e o matou.”

O lobo, ou desculpem. O Moro decretou a prisão de Lula, sem esperar a formalidade da lei (para que?), nem o direito da defesa de tentar ainda algum recurso… Tem certeza de contar com a conivência de todos os poderosos e quis ser ele a colocar a sereia no bolo. O dono, herói dessa proeza é ele.

Provavelmente a inteligência limitada que tem demonstrado não o ajudou a perceber que, por mais que isso pareça a eles uma vitória, ao cuspir na Constituição e no Estado de Direito, ele dá um tiro no pé. Institui um sistema de arbitrariedade e selvageria que não favorece a ninguém. Sim, favorece os patrões aos quais ele serve, o Mercado internacional e os interesses do Império. No entanto, ao acirrar a onda de ódio, violência e estupidez política como se fosse algo bom para algum lado, aposta no quanto pior melhor. Nessa semana, vi um grupo de índios cantando: “Quem tem medo de formiga, não atiça o formigueiro”.

A campanha para lançar Lula como “prêmio Nobel da Paz” está lançada. E o Brasil terá um candidato ao prêmio Nobel da Paz como preso político, já que ele foi declarado inocente por 150 juízes e magistrados de todo o mundo que analisaram os dados e concluíram pela inocência. (Isso está em livro publicado em várias línguas).

Aos cristãos, resta orar para que o Espírito que ressuscitou Jesus dê força a Lula para prosseguir nessa resistência pacífica, dê luz aos movimentos sociais e à sociedade que está do lado da justiça para que garanta uma Política de base que parta da dignidade humana e do Bem Viver.

Deixe uma resposta