Mulheres, principais vítimas da guerra na República Democrática do Congo

Na penúltima semana de 2007, mais uma organização internacional chamou a atenção para a situação da República Democrática do Congo (RDC), país que passa por uma guerra civil desde 1998 e cujo fim se deu “oficialmente” em 2004. A Médicos Sem Fronteiras (MSF), organização que trabalha principalmente na área da saúde com países em situação de intenso conflito social, político e étnico, destacou em seu relatório de fim de ano uma lista de 10 crises humanitárias que não tem a devida atenção da mídia internacional. Por Gustavo Barreto. Leia aqui.

Deixe uma resposta