Militantes contra o leilão do petróleo são detidos na 1ª DP

A Polícia Militar acaba de deter violentamente pelo menos quatro pessoas que se manifestavam contra a 10ª Rodada de Licitação do Petróleo e Gás brasileiros. Elas estão na 1ª DP, após realizarem ato em frente à Agência Nacional do Petróleo, que fica no Centro do Rio. A manifestação está sendo reprimida de maneira violenta pela PM e há muitas pessoas machucadas por conta das agressões sofridas.

Desde ontem (quarta 17), quando militantes ocuparam a sede da Petrobrás. Petroleiros, estudantes, trabalhadores do campo, desempregados, sindicalistas e integrantes de diversos movimentos populares realizam nessa semana uma jornada de atividades com o intuito de barrar os leilões que estão programados pelo Governo Federal para começarem hoje (18).

Além do cancelamento desta rodada dos leilões e das anteriores que privatizaram boa parte do petróleo e gás brasileiros, os integrantes da campanha “O petróleo tem que ser nosso” reivindicam uma nova lei do petróleo que retome o caráter público do sub-solo brasileiro e a re-estatização da Petrobrás, com gestão pública, consciência ambiental e controle social.

Informações:
Isabel Mansur: (21) 7823-5303
Renata Souza: (21) 7823-9506

Deixe uma resposta