Mensagem do Papa Francisco

Regina Coeli – Dia 25.04.2021

Caros irmãos e irmãs, bom dia!

Neste Quarto domingo da Páscoa, chamado domingo do Bom Pastor, o Evangelho apresenta Jesus como o verdadeiro pastor, que defende, conhece e ama Suas ovelhas.

A Ele, Bom Pastor, contrapõe-se o mercenário, a quem não importam as ovelhas, porque não são suas. Só exerce este ofício por pagamento, mas não se preocupa em defendê-las: quando o lobo vem, ele foge e as abandona. Jesus, ao revés, verdadeiro pastor, sempre nos defende, nos salva em tantas situações difíceis, situações de perigo, por meio da luz de Sua Palavra e pela força de Sua presença, que sempre experimentamos e, se quisermos escutar, todos os dias.

O segundo aspecto é que Jesus, Bom Pastor, conhece – o primeiro aspecto: defende, o segundo: conhece – as Suas ovelhas e Suas ovelhas O conhecem. Como é belo e confortante saber que Jesus nos conhece um por um, que não somos anônimos para Ele, que o nosso nome Lhe é conhecido! Para Ele, nós não somos massa, multidão, não. Somos pessoas únicas, cada qual com sua própria história, Ele nos conhece, a cada um, com sua própria história; cada um com seu próprio valor, seja enquanto criatura, seja enquanto remido por Cristo. Cada um de nós pode dizer: Jesus me conhece! É verdade, é assim: Ele nos conhece como ninguém. Só Ele sabe o que há em nosso coração, as intenções, os sentimentos mais recônditos. Jesus conhece os nossos méritos e os nossos defeitos, e está sempre pronto a tomar cuidado de nós, para curar as feridas dos nosso erros com a abundância de Sua misericórdia. Nele, se realiza plenamente: Jesus se preocupa com as Suas ovelhas, Ele as reúne, enfaixa suas feridas, cura a que está doente. Assim podemos ler no livro do profeta Ezequiel.

Portanto, Jesus, o Bom Pastor, defende, conhece, e, sobretudo, ama Suas ovelhas. E por isto dá a vida por elas. O amor pelas ovelhas, isto é, por cada um de nós, O leva a morrer na cruz, porque esta é a vontade do Pai, de que ninguém se perca. O amor de Cristo não é seletivo, abraça a todos. É isto o que Ele nos lembra no Evangelho de hoje, quando diz: “E tenho outras ovelhas que não estão reunidas neste recinto: Eu também devo pastoreá-las. Elas ouvirão a Minha voz e se tornarão um só rebanho, com um só pastor”. Estas palavras atestam Seu amor universal: Ele é pastor de todos. Jesus quer que todos possam receber o amor do Pai e encontrar a Deus.

E a Igreja é chama a levar adiante esta missão de Cristo. Para além daqueles que frequentam nossas comunidades, são muitas pessoas, a maioria, que o fazem apenas em casos particulares, ou nunca. Mas nem por isto deixam de ser filhos de Deus: o Pai confia todos a Jesus Bom Pastor, que deu a vida por todos.

Irmãos e irmãs, Jesus defende, conhece e ama a todos nós. Que Maria Santíssima nos ajude a acolhermos e sermos os primeiros a seguir o Bom Pastor, para cooperar com alegria na Sua missão.

Trad.: AJFC

Digitação: EAFC

Deixe uma resposta