Mensagem do Papa Francisco

“Regina Coeli”, dia 26.01.05.2019

Caros irmãos e irmãs, bom dia!

O Evangelho deste VI Domingo da Páscoa nos apresenta uma passagem do discurso que Jesus dirige aos Seus discípulos na Última Ceia. Ele fala da obra do Espírito Santo e faz uma promessa: a do Paráclito, o Espírito Santo que o Pai enviará em Meu nome. Ele lhes ensinará tudo e lhes recordará tudo quanto Eu lhe disse. Enquanto se aproxima o momento da cruz, Jesus tranquiliza os Apóstolos, de que não ficarão sozinhos; com eles sempre estará o Espírito Santo, o Paráclito, que os confirmará na missão de levarem o Evangelho ao mundo inteiro. No grego, língua original, o termo “Paráclito” significa aquele que se põe ao lado, para amparar e consolar. Jesus retorna ao Pai, mas continua a instruir e a animar Seus discípulos, mediante a ação do Espírito Santo.

Em que consiste a missão do Espírito Santo que Jesus promete como um dom? É Ele mesmo quem o diz: “Ele lhes ensinará tudo e lhes recordará tudo o quanto eu lhes disse”. Ao longo de sua vida terrena, Jesus já transmitiu tudo o que queria confiar aos Apóstolos: levou a termo a Revelação divina, isto é, tudo o que o Pai queria dizer à humanidade, com a Encarnação do Filho. A missão do Espírito Santo é a de fazer lembrar, isto é, fazer compreender em plenitude e induzir a atuarem concretamente os ensinamentos de Jesus. Justamente esta é também a missão da Igreja, que ela realiza por meio de um estilo de vida preciso, caracterizado por algumas exigências: a fé no Senhor e a observância de Sua Palavra; a docilidade à ação do Espírito, que torna continuamente vivo e presente o Senhor Ressuscitado; o acolhimento de Sua paz e o testemunho desta com uma atitude de abertura e de encontro com o outro.

Para realizar tudo isto, a Igreja não pode permanecer estática, mas com a ativa participação de cada um dos batizados, é chamada a agir como uma comunidade a caminho, animada e sustentada pela luz e pela força do Espírito Santo que faz novas todas as coisas. Trata-se de livrar-nos dos vínculos mundanos representados pelos nossos pontos de vista, pelas nossas estratégias, pelos nossos objetivos, que muitas vezes tornam pesado o caminho de fé, e nos colocando em escuta dócil à Palavra do Senhor. Assim é o Espírito de Deus a nos guiar e a guiar a Igreja, afim de que dela resplandeça o autêntico rosto, belo e luminoso, querido por Cristo.

Hoje, o Senhor nos convida a abrirmos o coração ao dom do Espírito Santo, para nos guiar pelos caminhos da história. Dia após dia, Ele nos educa à lógica do Evangelho, a lógica do amor acolhedor, ensinando-nos tudo e recordando-nos tudo que o Senhor nos disse.

Que Maria, que neste mês de maio, veneramos, e a quem rezamos, com especial devoção, como nossa mãe Celeste, proteja sempre a Igreja e toda humanidade. Ela que, com fé humilde e corajosa, cooperou plenamente com o Espírito Santo com a Encarnação do Filho de Deus, ajude-nos também a nos deixar instruir e guiar pelo Paráclito, para que possamos acolher a Palavra de Deus e testemunhá-la com a nossa vida.

Trad: AJFC

Digitação: EAFC

Um comentário sobre “Mensagem do Papa Francisco”

  1. Pingback: Mensagem do Papa Francisco – LiberaPensado

Deixe uma resposta