Matou uma juíza? Então pode visitar sua amante

Vejo que o Governo do Estado está empenhado no combate ao crime.

Um dos cabos da PM que estavam presos por envolvimento no assassinato da juíza Patricia Acioli conseguiu, no caminho do Batalhão Prisional para o Fórum de São Gonçalo, “visitar a amante”.

Segundo o Ministério Público, dentro do Batalhão, conhecido como BEP, os policiais presos “podem tudo”.

A matéria do jornal EXTRA, aqui.

Deixe uma resposta