Integrante da ‘Médicos Sem Fronteiras’ no Chade está em poder de grupo armado

Um dos dois integrantes de Médicos Sem Fronteiras (MSF) dado como desaparecido após um assalto ao complexo de casas de MSF em Adé, no leste do Chade, fronteira com o Sudão, reapareceu em segurança na sexta-feira (7). O profissional chadiano havia sido visto pela última vez no dia 4 de agosto.

“MSF, no entanto, está profundamente preocupada com o integrante internacional de sua equipe que ainda está desaparecido. A organização recebeu a confirmação de diferentes fontes no Chade e no Sudão de que o colega está sob poder de um grupo armado desconhecido. A informação recebida é de que o trabalhador humanitário está bem e está sendo bem tratado”, relata a ONG.

“MSF está em contato com a família do colega e com todas as autoridades relevantes, locais e internacionais. A organização está fazendo tudo a seu alcance para garantir um retorno seguro do profissional. Para que esse incidente tenha a melhor resolução possível, não podemos mais divulgar nenhuma outra informação”, concluem. (Matéria anterior no próprio site da MSF, clique aqui)

Deixe uma resposta