Instituto Arco-Íris premia peça teatral

 

Após trajetória de sucesso, Vidas Diversas é reconhecida pelo Grupo Arco-Íris como importante obra de visibilidade da comunidade LGBT

No dia 23 de janeiro, o Coordenador de Pesquisas na Área Cultural do Instituto Arco-Íris, André Sena conferiu ao elenco da peça teatral Vidas Diversas uma Moção Honrosa. A congratulação é um reconhecimento às apresentações do espetáculo no meio LGBT da cidade do Rio de Janeiro, durante todo o ano de 2009. A peça foi apresentada inúmeras vezes em teatros como Posto 6 (Copacabana), Sylvio Monteiro (Nova Iguaçu) e com pico de público de 400 pessoas no Raul Cortez (Duque de Caxias).

Para a presidente do Grupo Arco-Íris, Gilza Rodrigues “a peça Vidas Diversas vem se mostrando uma notória contribuição na promoção dos direitos e da emancipação da comunidade LGBT, especialmente no combate a homofobia religiosa e na construção de uma sociedade inclusiva e fraterna”.

mocao

A peça, com direção de Sérgio Muniz, aborda a história de dois amigos gays que se reencontram depois de anos e trocam experiências sobre temas polêmicos como intolerância religiosa, relações homoafetivas e auto-aceitação. No sábado passado (23/1), o elenco se apresentou na Igreja Cristã Contemporânea de Campo Grande, onde recebeu a Moção Honrosa.

“Acreditamos que é possível caminharmos juntos na construção de um mundo sem preconceitos e discriminação em relação à orientação sexual de qualquer pessoa, sobretudo gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais. O Instituto Arco-Íris reconhece através desta moção os esforços deste nobre elenco de atores que durante o ano de 2009 enriqueceu o cenário cultural LGBT na cidade do Rio de Janeiro”, explica André Sena.

O Instituto

O Instituto Arco-Íris é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, objetivando a promoção da cultura e educação, a garantia de direitos estabelecidos e a construção de novos; o acolhimento e respostas comunitárias; a promoção da ética, da cultura de paz, da cidadania, dos direitos humanos e combate à homofobia. Ele também promove atividades culturais e de saúde com os mais diversos órgãos governamentais, de movimentos sociais e privado.

Deixe uma resposta