Greve dos operários da obra de reforma do Maracanã continua com força total

Por Patrick Granja

A greve dos operários da obra de reforma do estádio Maracanã, no Rio de Janeiro, continua com força total. Como A Nova Democracia divulgou na semana passada, a paralisação começou depois que o consórcio que administra a obra, além de não cumprir os acordos fixados na última greve, serviu comida estragada aos trabalhadores no turno da noite. A revolta tomou conta dos operários que decidiram cruzar os braços até que todas as suas reivindicações sejam cumpridas. Nossa reportagem marcou presença em todas as assembléias realizadas até agora e está acompanhando de perto a luta da categoria. Na manhã de hoje, dia 6 de setembro, os operários decidiram continuar em greve depois que o consórcio se negou a negociar com a comissão que representa os trabalhadores. Eles exigem auxílio-alimentação no valor de 300 reais, plano de saúde familiar e condições dignas de trabalho e alimentação nos canteiros de obra.

Deixe uma resposta