É da mística que se nutre o militante. Energia vital de sua ação

Militante consciente não põe fora

A criança com água na bacia

 

Verdadeira República pressupõe

Que seus bens se repartam, com justiça

 

Militantes se movem pela Mìstica

Que os une, na ação transformadora

 

Decisiva energia subversiva

A nutrir militantes de raiz

 

Quais os frutos marcantes desta Mística?

Elencamos alguns, ilustrativos

 

Mantém firme e aceso o militante

Consequente e fiel ao compromisso

 

Cavoucando a memória, o fortalece

Colhe forças das lutas do passado

 

Organiza agenda, dia a dia

Em função de tarefas de mudança

 

Formação passa a ser prioridade

A memória a crítica e o compromisso

 

Outro fruto da Mística se revela

Na ação solidária com os “de baixo”

 

Militantes se indignam bravamente

Combatendo a opressão de qualquer tipo

 

Despertando nos pobres a consciência

Do papel que é seu, de resistirem

 

Vem da Mística, também um forte apelo

A fazer-se a leitura do real

 

A leitura bem feita induz à ação

Por mudança geral e da pessoa

 

Emergência climática prioriza

Combater capital, fator maior

 

“Tem pra todos”?, pergunta o militante

Recusando ceder a privilégios

 

Se o SUS é conquista coletiva

A saúde privada é contra-senso

 

Se transporte coletivo é ecológico

Opção militante é o coletivo

 

Ao lutar pelos pobres do País

Tal combate o estende a todo o mundo

 

Sua arma da crítica é contundente

Dia a dia, ele usa desde si

 

Democrata República não se faz

Sob a égide do vil Capitalismo

 

É nos útil também saber os frutos

Da ausência da Mística em nossas lutas

 

Um primeiro é o desprezo pela Ética:

Nos tornam relapsos com os valores

 

O discurso passa a ser a própria “essência”

Relaxamos com a prática, mais e mais

 

João Pessoa, 6 de dezembro de 2022

Deixe uma resposta