Da série “Saia correndo atrás das outras”

Bom, uma das resoluções deste ano foi escrever sobre bandas brasileiras desconhecidas, ou quase isso – quer dizer, quase desconhecidas, ou quase brasileiras, ou quase bandas – na esperança de que você, nobre leitor(a), ao ouvir uma música e um relato meu, saia correndo atrás das outras (músicas). Daí o nome genial da série, “Saia correndo atrás das outras“.

A banda “da hora” é o Premeditando o Breque, ou PremêPremeditando o Breque, ou Premê. “Surgiram” em 1976 na USP e participaram do movimento Vanguarda Paulista. As letras misturam fortes críticas sociais e políticas a elementos marcantes do groucho-marxismo. Eles têm algum blábláblá que você pode ler no wikipédia e, principalmente, clicando aqui (o texto é bem mais groucho-marxista), ou ainda no site oficial, um pouco desatualizado: www.preme.com.br.

“Abrigo nuclear”, segundo o Dicionário do Premê um “jingle apocalíptico” do Osvaldo Fagnani, é do último álbum, Premê Vivo (1996).

“Abrigo nuclear” (Premê)
(ouça abaixo, ou baixe aqui)

Agora você pode ficar livre disso!

Pense no futuro
O mundo pode acabar
Não viva inseguro
Com medo da hora H
Pois afinal chegou
O primeiro
Abrigo Nuclear

Venha conhecer
O primeiro condomínio
Com abrigo nuclear
Da América Latina
Venha morar com comodidade
Total segurança
À prova de roubo, fogo e radiação
Seu dinheiro aplicado
Mesmo depois do fim do mundo

Não se preocupe
Se vai dar prá comprar
Você tem a sua vida inteira
Para pagar

É pronta entrega
Até o ano 2000
Sauna, play ground, piscina com sol artificial
Todas as comodidades que você tem agora
Você terá no nosso edifício
Um recanto de sossego prá você e sua família
E deixe o mundo queimar à vontade lá fora
Venha já reservar seu lugar
No nosso abrigo nuclear

Abrigo nuclear, mais um empreendimento
Noé Seguros, milênios em garantia

Deixe uma resposta