Conhecimento

Conhecimento não é informação apenas nem habilidade técnica (saber fazer). É transformação. Um tipo de apertura ao outro, em que cresço a partir de um desafio. Temos nos acostumado a uma troca de informações que parece querer substituir a comunicação tanto quanto o conhecimento.

Não basta conhecer algo de maneira intelectual ou conceitual, para que isto seja um conhecimento. O ato de conhecer nos envolve totalmente, como pessoa que somos em todas as nossas dimensões. Eu tive a graça de ter descoberto isto bem cedo, em casa, tanto quanto na universidade e na vida.

Não posso fazer de conta que endosso essa espécie de mistura indiferenciada em que não se sabe ao certo o que é o que. Passei anos ensinando na universidade os fundamentos do conhecimento, os pressupostos filosóficos da ciência, os valores que sustentam as visões de mundo, as consequências práticas das nossas escolhas e decisões. Os limites do conhecimento discursivo.

Escrevi um livro sobre isto na perspectiva de Max Weber. Não posso agora simplesmente engolir qualquer babaquice que alguém possa querer chamar  de conhecimento. O saber não vêm de alguém que se diz iluminado e usa seu poder para obter vantagens. Todas as pessoas possuem várias formas de saber que lhes capacitam para gerir a sua experiência.

Eu não posso aceitar que alguém que se diga instruído diga que as pessoas que sofrem agressões as provocaram, atraindo-as para si. Isto é uma legitimação da violência e um acobertamento da impunidade. A criminalização das vítimas é um artifício das ditaduras.

Um comentário sobre “Conhecimento”

  1. Pingback: Conhecimento – LiberaPensado

Deixe uma resposta