Comunidade de Manguinhos está de Luto e em Luta!

Nota publicada pelo Laboratório de Direitos Humanos de Manguinhos – 20.3.13

Nosso mano Matheus Oliveira Casé, de 16 anos, faleceu após receber um tiro de pistola taser (arma de eletrochoque) de policiais UPP de Manguinhos, próximo a Praça Américo Júnior-Vila Turismo. Houve demora e até recusa em atendê-lo pela polícia, que, levado para a UPA, não resistiu e veio a falecer neste local.

Revoltada, a comunidade saiu às ruas e houve diversos conflitos com os militares, que, na hora da entrada e saída das escolas, por volta das 12h30, tentavam conter os diversos grupos de protestantes por entre as vielas da favela, fortemente armados com fuzis e pistolas. Um dos amigos de Matheus foi agredido a socos e pontapés e levado preso pela polícia. A violência foi exibida nos telejornais. Outro atirou frontalmente contra a multidão com um pistola Magnum 357 de uso particular…

Um dos ativistas do Laboratório de Direitos Humanos de Manguinhos também foi abordado pelos policiais que lhe tomaram o celular com o qual registrava a situação de conflito e o agrediram, com socos.

A revolta mais uma vez eclodiu em uma comunidade marcada pela enchente, pelas ruínas e escombros, em uma situação de calamidade. Em uma das escolas de Manguinhos, a Albino Souza Cruz, as crianças estão sem luz e sem água potável há cerca de um mês. Ratos, entre outros vetores, se multiplicam por entre os diversos reservatórios de água deixados pelas obras do PAC-Manguinhos. O cenário é desumano!

Matheus era nosso irmão. Sua avó, por muitas vezes, saciou nossa fome. Hoje nos faremos mais fortes para lutar em seu nome!

Um comentário sobre “Comunidade de Manguinhos está de Luto e em Luta!”

  1. A justiça de Deus tarda mas não falha. porém temos que não deixar que esses bandidos fiquem impunes. FORÇA MANGIUNHOS, MÃO DESISTAM DA LUTA.

Deixe uma resposta