Comentário: E que fique registrado

Gustavo Barreto, da redação – Muitos sabem, mas repito pra evitar estigmas: não sou PT. E vamos lá.

Não aparece no vídeo o senador Agripino Maia citando a própria Dilma Roussef, quando ela declarou que, durante o regime militar, “a gente mentia feito doido, mentia muito, mas muito”. Apenas no terceira, com a reação do Jô Soares, que foi ótima. Sem mais, tenha paciência com o senador e ouça sua “pergunta”. Depois, a ministra Dilma deixa um registro histórico, que se percebe histórico durante a fala, momento simbólico de extrema importância.

Agripino Maia:

Dilma Roussef:

E, no final deste, o comentário do Jô sobre o senador Agripino “Culatra”:

Registra-se: Agripino exerceu durante quase uma década a engenharia civil e também cargos administrativos e de direção na iniciativa privada, até iniciar sua carreira política, em 1979, como prefeito de Natal, nomeado pela ditadura militar. Em 1982, na primeira eleição direta realizada após o movimento militar de 1964, Agripino chegou ao governo do Rio Grande do Norte. Foi o terceiro governador consecutivo da familia. Antes o cargo foi ocupado por seu pai Tarcísio de Vasconcelos Maia e pelo seu primo Lavoisier Maia Sobrinho. Ambos foram nomeados e não eleitos, demonstrando a força que sua família obteve com sua colaboração ao regime de exceção. (aqui)

Deixe uma resposta