Carta aberta a qualquer pessoa que tenha consciência ou ao menos saiba o que é isso

Quem tiver suas Constituições Federais rasguem! Por favor, rasguem mesmo! Porque o direito é belo, é magnífico, mas é ineficaz! O nosso direito só existe, de verdade, para aqueles que têm o poder e que para justificar seus mandos e desmandos e suas condutas “ilibadas” apresentam a carta magna para se dizerem portadores da verdade. Mera ilusão!
Hoje mais uma vez fui tentar lutar por uma Universidade Estadual do Piauí – Campus de Picos melhor, mas a cada dia sinto de forma mais brusca o desespero e a insensibilidade de todos, ou melhor, quase todos, em buscar melhorias para nossa Universidade.
Se nosso direito é mesmo válido porque dizem que todo mundo tem direito a DIGNIDADE quando o governo do estado do Piauí em práticas antigas, mas ROTINEIRAS, ressalte-se ROTINEIRAS, deixa a única Universidade Pública do estado se transformar em uma verdadeira PENA DEGRADANTE E CRUEL que nos dá todos os dias tratamentos desumanos e desesperadores? Que direito é este que garante até mesmo para o pior criminoso um teto e deixa mais de hum mil e oitocentos alunos sem ao menos um teto para ESTUDAR? Que crime, senhores, nós cometemos? Até quando vamos pagar por crimes que os políticos deste estado cometeram e que eles deveriam cumprir? Será um dia o jus puniendi do Estado alcançará quem mais merece e quem menos é punido?
A UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ – CAMPUS DE PICOS não possui uma sala de aula sequer para comportar os seus mais de 1.800 alunos e quem duvidar pode vir confirmar a nossa situação, a verdade está escancarada só não enxerga quem não quer ver!
Já recorremos ao governador, aos deputados, aos vereadores da cidade de Picos, mas NINGUÉM faz nada de efetivo, só prometem e nestas promessas nossa Universidade está morrendo e matando a cada um de nós e os nossos sonhos dia após dia.
Temos que estudar em colégios públicos, sendo expulsos a todo momento pelos diretores das escolas. NUNCA soubemos o que foi estudarmos todos os cursos juntos, NUNCA tivemos oportunidade de saber, de verdade, o que significa uma universidade, porque as turmas dos mais de nove cursos sempre foram espalhadas por várias escolas estaduais, separadas pelo MAR DA CORRUPÇÃO, DO DESPEZO, DE EGOÍSMO E DA POUCA VERGONHA DA POLÍTICA DO NOSSO ESTADO.
Só me perturba o fato de toda e qualquer pouca vergonha aparecer a todo instante na televisão, nos jornais, enfim e a nossa Universidade nunca foi manchete, será que a educação é mesmo a prioridade deste país?
Cadê os direitos constitucionalmente garantidos? Será que somos dignos de um uma instituição de ensino cujas estruturas são dignas de Guantánamo ou de uma prisão nazista na época do holocausto?
Falta vergonha, falta coragem para nossa imprensa que não é tão livre quanto se imagina, falta estudo, falta dignidade, faltam olhos, enfim por aqui tudo falta!
Se você pensa em crescer na vida e não tem condições de pagar uma faculdade particular mude de estado, porque o estado do Piauí só tem a oferecer para você a maior frustração de toda a sua vida: um vestibular super difícil e uma “formação” mais difícil ainda.
Sem contar que os cursos de formação superior estão quase todos denegados pelo Conselho Estadual de Educação e a principal reivindicação deles é estrutura física, coisa que nunca tivemos e que está cada vez mais difícil de se ter.
O governador do estado sempre aparece na televisão como salvador da pátria e afirmando que a UESPI está indo muito bem, DESAFIO ele a vir estudar ou mandar o filho dele estudar no prédio da nossa universidade que segundo ele “é a espinha na coluna do governo dele.”.
Realmente, para uma política que perpetua o analfabetismo a única coisa que não vai ser prioridade é a educação. Para que educação? Educação faz o povo pensar e ver a tamanha roubalheira deste estado medíocre e governado por pessoas mais medíocres ainda!
Agora, por favor, repassem esta carta, façam ela circular o mundo inteiro, deixem que todos saibam que no Piauí os bandidos mais perigosos possuem mais dignidade do que os estudantes universitários e que o único coração que bate por aqui é o do poder, do dinheiro e da pouca vergonha.
POR FAVOR, NÃO DEIXEM A NOSSA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ – CAMPUS DE PICOS MORRER. ELA ME DEU DE PRESENTE A LIBERDADE DE PENSAR E CRESCER E TOMARA QUE ELA AINDA DÊ ISSO PARA MUITA GENTE.
Vamos fazer com que o bem vença e que toda a escuridão leve embora estes péssimos dias que têm vivido os estudantes da Universidade Estadual do Piauí – Campus de Picos.
Para mais informações e fotos acessem:
http://dceuespipicos.blogspot.com/p/fotos-do-campus.html
(*) Carta aberta do DCE da Universidade Estadual do Piauí.

4 comentários sobre “Carta aberta a qualquer pessoa que tenha consciência ou ao menos saiba o que é isso”

  1. Me solidarizo com os amigos do Campus da UESPI de Picos. A UESPI, todos os Campus, está uma vergonha. E o pior, continua vendendo caro (taxa do vestibular deste ano R$ 100,00) ilusões para aqueles que sonham com uma educação superior. É passar no vestibular (alô papai, alô mamãe…) é dar de frente com a realidade, com a desorganização total, com a falta de estrutura, com a péssima gestão financeira, com o quadro profissional abaixo ao de qualquer Faculdade Privada de fundo de quintal, sem falar no desinteresse do Governador (Molim, Molim), do Secretário (que se lixe, tenho uma Faculdade) e dos Deputados (sabidos bem pagos) em relação à Educação no Estado. Já passou da hora de um protesto mais CLARO, como aquele que fez tremer na base o Prefeito de Teresina no mês passado. Ficou provado ali que só cartaz e falação não adiantam, precisa-se é de mobilização e lideranças, envolver a comunidade como um todo, ir às ruas, incomodar, e só arredar o pé quando o objetivo for alcançado, porque afinal de contas a Universidade Estadual do Piauí (ou o que sobrou dela) é Nossa.

  2. Me solidarizo com os amigos do Campus da UESPI de Picos. A UESPI, todos os Campus, está uma vergonha. E o pior, continua vendendo caro (taxa do vestibular deste ano R$ 100,00) ilusões para aqueles que sonham com uma educação superior. É passar no vestibular (alô papai, alô mamãe…) e dar de frente com a realidade, com a desorganização total, com a falta de estrutura, com a péssima gestão financeira, com o quadro profissional abaixo ao de qualquer Faculdade Privada de fundo de quintal, sem falar no desinteresse do Governador (Molim, Molim), do Secretário (que se lixe, tenho uma Faculdade) e dos Deputados (sabidos bem pagos) em relação à Educação no Estado. Já passou da hora de um protesto mais CLARO, como aquele que fez tremer na base o Prefeito de Teresina no mês passado. Ficou provado ali que só cartaz e falação não adiantam, precisa-se é de mobilização e lideranças, envolver a comunidade como um todo, ir às ruas, incomodar, e só arredar o pé quando o objetivo for alcançado, porque afinal de contas a Universidade Estadual do Piauí (ou o que sobrou dela) é Nossa.

  3. Dizer o que? O Coronelismo de nosso Nordeste nunca foi extinto. A exploração da ignorancia popular tem mais eficácia quando negamos o direiro a educação.

Deixe uma resposta