Caiu a cabana do ‘pai Demóstenes’

Leandro Fortes na Carta Capital:

“Ao longo de nove anos no Congresso Nacional, o senador Demóstenes Torres, do DEM de Goiás, notabilizou-se por não dar trégua à corrupção. Nem aos corruptos. Nem aos amigos dos corruptos. Nem aos amigos dos amigos dos corruptos. Ex-promotor de Justiça, ex-delegado e ex-secretário de Segurança Pública de Goiás, Torres sempre se mostrou inflexível com o crime. Dele, portanto, não se esperava outra coisa senão distância de criminosos e corruptos.

Mas a força desse mito desmoronou em 29 de fevereiro passado, quando aconteceu a Operação Monte Carlo, da Polícia Federal. Naquele dia, a PF desmontou uma quadrilha que atuava no ramo ilegal da jogatina e prendeu, em Goiânia, o famoso bicheiro Carlos Augusto Ramos. Apelidado de Carlinhos Cachoeira, o contraventor, quem diria, é um amigão do senador linha-dura.” (Leia clicando aqui)

* * *
POR QUE A IMPRENSA NÃO DIVULGA? A prisão do bicheiro Carlinhos Cachoeira, que administrava uma série de cassinos ilegais em Goiás e nas cercanias de Brasília, cada um com faturamento mensal na casa de R$ 3 milhões, tem provocado um verdadeiro tsunami político em Goiás, estado administrado por Marconi Perillo, que vinha sendo apontado como um possível presidenciável do PSDB. Até agora já se sabe que:

1) o mafioso Cachoeira nomeava delegados e pagava mesada a policiais de Goiás

2) o mafioso Cachoeira distribuía presentes ao senador Demóstenes Torres (DEM/GO)

3) o mafioso Cachoeira indicava parentes até para a Secretaria de Indústria e Comércio de Goiás

Agora, mais uma revelação estarrecedora. Ele foi preso na sua residência, em Goiânia. Uma casa que, até 2010, pertencia a quem? Ao governador Marconi Perillo.

Saiba mais no jornal ‘Fazendo Media’: http://bit.ly/wrIYuH

* * *
ECONOMIA VERDE, E? “Estamos em meio a uma (tentativa de) transição para uma economia de baixo carbono. Por isso, vale o lembrete de que isso não pode ser feito nas costas dos trabalhadores, ou seja, empresas não capitalizadas para dar esse necessário salto não podem buscar na economia de custos trabalhistas o investimento para tanto.

Isso me lembra algo que Pedro Casaldáliga, símbolo da luta pelos direitos humanos no Brasil, nos contou que ouviu, da boca de um fazendeiro português com terras no Mato Grosso: “Dom Pedro, o senhor é europeu, o senhor sabe. As calçadas de Roma foram feitas por escravos. O progresso tem seu preço”.”

Artigo de Leonardo Sakamoto: http://bit.ly/zkZGjD

* * *
DESTRUIÇÃO AMBIENTAL A CAMINHO. A provável aprovação do novo Código Florestal deve levar a anistia de 75% das multas acima de R$ 1 milhão impostas pelo Ibama por desmatamento ilegal.

A informação foi divulgada em reportagem de Lúcio Vaz e João Carlos Magalhães, publicada nesta segunda-feira (5) no jornal Folha de São Paulo.

Os repórteres tiveram acesso à lista sigilosa e atualizada das 150 maiores multas do tipo expedidas pelo órgão ambiental. Dessas, 139 superam a marca de R$ 1 milhão e 103 serão suspensas, caso seja aprovado na Câmara o texto do código vindo do Senado.

As multas milionárias a serem anistiadas somam R$ 492 milhões e foram aplicadas pela destruição de 333 mil hectares de vegetação, o equivalente a duas cidades de São Paulo. No total, a lista revela que o valor total das multas perdoadas com a aprovação do texto chegará ao montante de R$ 8,4 bilhões.

Leia em http://bit.ly/yVUEAT

* * *
OAB DISCUTIRÁ BELO MONTE. O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, em sessão plenária nesta segunda (05) sob condução do seu presidente, Ophir Cavalcante, decidiu promover uma audiência pública para debater e firmar posicionamento sobre a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, em Altamira (PA).

A audiência deverá ser realizada simultaneamente à sessão do Pleno do Conselho Federal do mês de abril.

Os temas a serem abordados durante a audiência serão delimitados por uma comissão de conselheiros federais instituída durante a plenária de ontem. São eles: Ângela Sales (PA), Gilberto Piselo do Nascimento (RO), Jayme Asfora (PE), José Guilherme Zagallo (MA) e Orestes Muniz (RO).

(Da OAB, http://bit.ly/xPhmqr)

* * *
CORRUPÇÃO SEM LIMITES. Levantamento com base no Quadro de Servidores Efetivos e Comissionados demonstra que dos 81 senadores, pelo menos 25 (30%) abrigam em seus escritórios em Brasília ou nos estados desde estudantes que moram fora do Brasil, até médicos e advogados que passam o dia entre clínicas e tribunais.

Há também casos de aliados que enfrentam denúncias do Ministério Público ou até mesmo foram cassados por compra de votos. Leia n’O Globo: http://glo.bo/z4O99c

* * *
CONTRA AS REMOÇÕES EM FORTALEZA. Ocorreu no dia 2 de março, na Av. Beira Mar, ato contra as remoções da Copa do Mundo em Fortaleza (CE). Acompanhe abaixo um dos vídeos do ato.

* * *
QUILOMBOLAS NA BAHIA. Moradores do Quilombo Rio dos Macacos, localizado em um trecho onde fica a Base Naval de Aratu, Bahia, viveram, na manhã deste domingo, 4, momentos de tensão quando policiais militares e efetivos da Marinha fizeram um cerco à comunidade. Integrantes de diversos movimentos sociais foram apoiar moradores do quilombo.

Confira também carta das pastorais sociais da Bahia e de Sergipe em apoio à comunidade: http://bit.ly/xTrd1c

* * *

* * *
HOMOFOBIA EM CADEIA NACIONAL. Ministério Público Federal de São Paulo quer retratação por comentários homofóbicos de Silas Malafaia em programa evangélico.

A Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão em São Paulo quer que o programa “Vitória em Cristo”, exibido pela Rede Bandeirantes, veicule uma retratação pelos comentários homofóbicos feitos pelo pastor Silas Malafaia, no programa de 02 de julho de 2011.

Utilizando gírias de baixo calão, o pastor defendeu “baixar o porrete” e “entrar de pau” contra integrantes da Parada Gay. A retratação deverá ter, no mínimo, o dobro do tempo utilizado nos comentários preconceituosos. A ação foi proposta na quinta-feira (16/2) e tramitará em uma das varas cíveis da Justiça Federal de São Paulo.

Leia em http://bit.ly/zy2Uwx

* * *
MUNDO DE MARLBORO. O mundo de Marlboro: Por trás do maço de cigarros vendido ao consumidor final, escondem-se histórias de agricultores explorados, endividados e contaminados por agrotóxicos no Sul do Brasil. Leia na matéria da revista Trip: http://bit.ly/mundo-marlboro

* * *
BOA INFORMAÇÃO. Gustavo Gindre, um dos maiores especialistas em comunicação do país, dá início ao seu blog a partir de primeiro de março: www.gindre.com.br

* * *
MORADIA NO MT. Prefeitura não entrega casas e Justiça garante ocupação por sem-tetos (MT):

“Centenas de sem-teto ocuparam casas de um conjunto habitacional no município de Itanhangá, localizado a 543 quilômetros ao Norte de Cuiabá. Detalhe: agora a medida conta com o aval da Justiça, que negou a reintegração de posse à Prefeitura, gerenciadora do programa. “Não é razoável deixar ao relento essas famílias, compostas, inclusive, por gestantes e crianças, com a possibilidade, em tese, das casas ficarem desabitadas” – apelou o defensor Diogo Madrid Horita, ao conseguir a reconsideração da liminar de reintegração.”

Do 24HorasNews: http://bit.ly/xJA88g (fev/2012)

* * *
‘MACONHEIROS’ BONS DE PESQUISA. Comentário pertinente do colaborador da revista, Ramez Philippe Maalouf:

“A universidade dos maconheiros e dos vagabundos, a USP, segundo a imprensa brasileira e os brasileiros, fica em 20º lugar entre as melhores do mundo segundo ranking mundial.

Parabéns, USP, e principalmente FFLCH, que tem 6 cursos nota 7 pelo CAPES!

Pelo visto, se levarmos em conta o que imprensa brasileira diz e que muitos brasileiros preconceituosos falam, os maconheiros e vagabundos são os melhores pesquisadores do Brasil e estão entre os 20 melhores do mundo.

Não há dúvidas que o ataque à USP foi um ataque contra o ensino público e um ataque à FFLCH.”

Deixe uma resposta