Tim Lopes, dez anos depois: dos mortos notáveis aos inomináveis

O assassinato do jornalista Tim Lopes na noite de 2 de junho de 2002, quando investigava denúncias de tráfico de drogas e exploração sexual de jovens num baile funk no subúrbio carioca, desencadeou uma cobertura intensa da imprensa brasileira. Tim fazia uma “reportagem investigativa” na Vila Cruzeiro, uma das favelas do Complexo da Penha, na Zona Norte do Rio de Janeiro, para ser exibida no programa Fantástico, da Rede Globo…