Ato na Candelária hoje (10) reúne LGBT, policiais civis, militares e guardas municipais de todo Brasil

 

Hoje (10), às 16h, a Candelária será palco de mais uma manifestação pelo respeito ao ser humano. Um ato em memória dos LGBT assassinados no Brasil reunirá Guardas Municipais, Policiais Civis e Militares – todos participantes do II Seminário Nacional de Segurança Pública para LGBT, que acontece até o dia 11 de novembro no Hotel Guanabara, no Centro do Rio. Durante o ato, flores serão distribuídas a quem passar pela Candelária e bolas brancas simbolizarão os mais de 2,5 mil homossexuais assassinados no país nos últimos 10 anos, além de enfatizar a importância da Aprovação do PLC 122/06 – Criminalização da Homofobia.

Pela Defesa da Dignidade Humana

Este é o tema do II Seminário de Segurança Pública para LGBT que ocorre na cidade do Rio até a próxima quinta-feira (11). O evento pretende promover um diálogo entre o poder público, especialmente no âmbito da segurança, com a sociedade civil organizada a fim de produzir políticas públicas que promovam a cidadania de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. 

 

A abertura do evento ocorreu no último dia 8 de novembro e reuniu cerca de 200 operadores da segurança pública vindos de todo o Brasil, além de autoridades como o Secretário Nacional de Segurança Pública, Ricardo Balestreri, o Secretário de Estado Assistência Social e Direitos Humanos do Rio de Janeiro, Ricardo Henriques e o Coordenador do Programa Rio Sem Homofobia / Superintendente de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos, Claudio Nascimento.
O II Seminário de Segurança Pública para LGBT é uma realização da Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça e conta com o apoio da Superintendência de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos da Secretaria Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos do RJ.

Deixe uma resposta