Ataques de milícia e operação da polícia no Complexo Lins e na Cachoeirinha apavoram moradores e deixam uma criança baleada

A Rede de Comunidades e Movimentos contra a Violência informou nesta terça-feira (4/9) que desde a semana passada diversas comunidades do Complexo do Lins e da Cachoeirinha (próximo à estrada Grajaú-Jacarepaguá) estão sofrendo e apavoradas com ataques de milicianos, que se agravaram desde ontem (3/9) à noite, quando a PM chegou à noite no Morro do Gambá atirando muito em direção ao alto do morro. Um carro preto cheio de homens vestidos de preto circulava na favela aparentemente em acordo com a polícia, pois essa não fazia nada em relação a eles.

Hoje (4) de manhã, a Polícia Civil fez uma incursão na Cachoeirinha e, em conseqüência, uma menina de 10 anos foi baleada na cabeça. Não sabemos do estado dela, somente que se encontra no Hospital da Marinha (Marcílio Dias), próximo do local.

Autoridades estaduais, parlamentares e a imprensa já foram alertadas sobre a situação desde a semana passada, mas nada efetivo foi feito. A situação tende a piorar e os moradores têm muito medo de se expor temendo represálias.

Informações adicionais pelo email comunicacao.rede@gmail.com

Deixe uma resposta