A lição de Mr. Dowe a uma jornalista da BBC


Não é raro assistir na televisão a um (a) entrevistador (a) brigando com o entrevistado. Com uma pauta prévia na cabeça, muitos jornalistas esperam que o outro lado apenas corrobore e ilustre tal pauta com algumas declarações. Quando isso não ocorre, as coisas podem sair do controle.
Foi o que aconteceu, dias atrás, com uma jornalista da BBC ao entrevistar um morador de um bairro da periferia de Londres sobre os distúrbios que sacudiram a Inglaterra dias atrás. A apresentadora tenta arrancar do entrevistado uma condenação aos protestos, mas escuta algo bem diferente. Diante da insistência da jornalista e da insinuação de que sua opinião devia-se ao fato de ele ter participado dos distúrbios, o entrevistado dá uma carraspana na dita cuja pedindo um pouco mais de respeito e dizendo que não estava ali para ser ofendido.
O testemunho que Mr. Dowe dá sobre a ação cotidiana da polícia britânica contra jovens negros parece ter ofendido a sensibilidade da jornalista que esperava ouvir outra coisa de um membro “da nossa comunidade”, como diz.
(*) Matéria publicada originalmente na Carta Maior.

Deixe uma resposta