Categorias
Opinião

Todos estes dias

relojAlguém muito querido te olha desde algum lugar e sorri.
Aqueles olhos de tempo percorrem você por dentro. Te enches do amor que te deu a vida.
Algo em ti se alegra. Te vês nesse rosto enrugado. Tantas palavras. Tantas partilhas.
A vida se resume a este momento, em que te reúnes com o teu começo.

Por Rolando Lazarte

Sociólogo e escritor. Terapeuta Comunitário. Professor aposentado da UFPB. Membro do MISC-PB Movimento Integrado de Saúde Comunitária da Paraíba. Vários dos meus livros estão disponíveis on line gratuitamente: https://consciencia.net/mis-libros-on-line-meus-livros/

Deixe uma resposta Cancelar resposta

Sair da versão mobile