Sem saber que estava sendo gravado, Diretor do IBAMA reconhece intenção de exterminar índios

Sem saber que estava sendo gravado, Diretor do IBAMA reconhece intenção de exterminar índios

Em entrevista a uma equipe de TV da Austrália, sem saber que estava sendo filmado, o presidente do IBAMA, Curt Trennepohl, sugeriu que o Brasil faria com os índios a mesma coisa que a Austrália fez com os aborígenes, população nativa do país da Oceania que foi praticamente extinta do continente por colonos britânicos em campanhas de extermínio no século 19.

A TV fazia uma reportagem sobre a licença de instalação da usina de Belo Monte, assinada por Trennepohl. Indagado pela repórter se sua função seria de “cuidar do ambiente”, ele respondeu: “Não, meu trabalho é minimizar os impactos”.

Irritado com o tom recriminatório adotado pela jornalista, Trennepohl rebateu: “Vocês têm os aborígenes lá e não os respeitam”. Ouviu de réplica: “Então vocês vão fazer com os índios a mesma coisa que nós fizemos com os aborígines?”, para em seguida confirmar: “Sim, sim”.

Assista ao vídeo aqui.

(Com Bahia Notícias)

7 comentários em “Sem saber que estava sendo gravado, Diretor do IBAMA reconhece intenção de exterminar índios”

  1. Sem comentários. Esse sujeito deveria entrar na lista dos, do Ministério do Trabalho, ou seja, para amenizar os impactos é melhor sair com ele antes. Esse é o nosso Brasil varonil.

  2. Hoje e agora, devemos dar atenção ao “Humanismo” que deve resgatar a criatura humana, para que ela dê um salto de qualidade moral em nossa condição de seres humanos.
    Lamentávelmente, a “cultura da morte” ainda impera em muitas pessoas e em muitos lugares. Não é a toa, que na Bahia, somente em Salvador e Região Metropolitana, contabilizamos mais de 110 homicídios até a presente data, entre dados oficiais e mortes não registradas. Este senhor, pelo seu modo de falar revelou a sua intencionalidade.
    É para exigirmos a exoneração dele, desse cargo que é público!
    A Vida é o Bem maior que Deus nos concedeu. A ninguém cabe decidir quem deve viver ou morrer, ainda que seja pessoa criminosa e perversa. Temos mecanismos para socialização de tais pessoas (é o nosso desafio), e,dar proteção até qua a própria Vida decida a existencia com o passar dos anos.
    Não esqueçamos do 5º mandamento da Lei de Deus: “Não Matarás!”
    Portanto, não podemos retardar o resgate dos objetivos do Humanismo.
    “Humanismo já!”

Deixe uma respostaCancelar resposta