Categorias
Cultura

Prenúncio VII – Epílogo.

“Prenúncio!” está dividido em seis prenúncios e o epílogo. Divulgaremos um por semana neste mesmo espaço. Todos estão reunidos no marcador abaixo. Poema de Roberto Peixoto, poeta popular

Eu vi o homem em seu ápice.
E vi que um dia Deus o consagrava a vitória final:
 Meu filho,
nada fizestes de errado.
Fui eu quem o fiz assim.
Se eu quisesse que soubessem a fórmula da verdade desde o início,
eu não teria te dado a inteligência para descobrires o caminho por si mesmo.

(*) O poeta popular Roberto Peixoto costuma ser visto na Lapa. Colabora com a Revista Consciência.Net desde 2005. Participa também do “Corujão da Poesia”, que acontece todas as terças-feiras, de meia-noite em diante, na livraria Letras e Expressões do Leblon. Contato: poetapeixoto@yahoo.com.br

_______________________________________
http://www.consciencia.net

Deixe uma resposta Cancelar resposta