Categorias
Brasil

Políticas públicas sociais serão tema de seminários na USP

Realização da série de eventos antecipa a abordagem da temática, que será objeto de disciplina do curso de Comunicação Social a partir de 2008. Primeira série será de 20 de agosto a 3 de dezembro

No primeiro semestre de 2008 começam na Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) as aulas de Jornalismo e Políticas Públicas Sociais, disciplina criada em parceria com o InFormação – Programa de Cooperação para a Qualificação de Estudantes de Jornalismo da Agência de Notícias dos Direitos da Infância (ANDI). Antes, os alunos da instituição e demais interessados poderão ter contato com o tema através de uma série de seminários que serão realizados a partir do dia 20 de agosto.

Os Seminários Avançados em Jornalismo e Políticas Públicas Sociais irão acontecer sempre às segundas-feiras, até o dia 3 de dezembro, no Auditório Freitas Nobre da ECA-USP, das 10h às 12h. Com a participação de profissionais e especialistas de diversas áreas, serão debatidos os principais aspectos que compõem uma boa cobertura jornalística dessa temática, como questões orçamentárias, direitos humanos e diversidade.

Segundo os organizadores, a experiência servirá para medir a receptividade da comunidade acadêmica à proposta da disciplina, que fará parte da grade do curso de comunicação a partir do próximo ano. “Será um momento de testar o conteúdo do programa, disponibilizando-o a todos os cursos da USP. Porque é um conhecimento que interessa a todas as áreas, advogados, engenheiros, e não só a jornalistas”, explica o professor José Coelho, professor do Departamento de Jornalismo da ECA-USP e conselheiro do Programa InFormação.

As inscrições para o primeiro seminário da série, no dia 20/8, são gratuitas e devem ser feitas entre 13 e 17 de agosto. Mais informações no telefone (11) 3091-4058 ou no e-mail jcoelho@usp.br

Nova disciplina

A Universidade de São Paulo é a quinta instituição de ensino superior a criar uma disciplina sobre políticas públicas sociais em seu curso de jornalismo, em parceria com o InFormação. Já incluíram o tema em seus currículos a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a Faculdade de Tecnologia e Ciências Sociais de Salvador (FTC) e a Faculdade Social da Bahia (FSBA).

A proposta da disciplina Jornalismo e Políticas Públicas Sociais é possibilitar aos alunos desenvolver uma visão crítica sobre a cobertura jornalística nessa área, principalmente com recorte para a infância e adolescência. A idéia é que a partir desse conhecimento eles desenvolvam propostas para ampliar o espaço que essas questões têm na mídia. Tópicos como desigualdade, desenvolvimento humano, avaliação da execução orçamentária de políticas sociais e outros vão integrar o conteúdo.

“A criação dessa disciplina é um sonho antigo que temos há uns quatro ou cinco anos, e felizmente agora encontramos algumas aberturas que nos permitem implantá-la. É uma disciplina essencial para a formação de qualquer jornalista, porque nós trabalhamos visando o progresso social e esse é o seu foco”, afirma o professor José Coelho. O chefe do Departamento, professor José Proença, ressalta a contribuição da matéria no sentido de estimular uma visão crítica acerca das práticas da imprensa. “A introdução da disciplina irá trazer mais essa especificidade ao curso, de possibilitar um maior entendimento de como é a cobertura jornalística na área social”, diz.

Para os alunos, a novidade vem para preencher uma lacuna até então existente na formação dos futuros profissionais de imprensa. “Uma disciplina sobre políticas públicas faz muita falta no curso de jornalismo. Normalmente o aluno interessado nesse tema tem que buscá-lo em outros cursos de ciências sociais, por meio de matérias optativas. Essa implantação facilita muito para o estudante que queira se qualificar em um jornalismo com maior cunho social”, diz o universitário Gustavo Pizzo Silva, aluno do 5° semestre de jornalismo na ECA/USP.

Sobre o Programa InFormação

O estabelecimento de convênios para a criação de disciplinas que tenham como foco a qualificação da cobertura jornalística de políticas sociais é uma das ações do InFormação –Programa de Cooperação para a Qualificação de Estudantes de Jornalismo. O projeto, desenvolvido pela ANDI, visa ampliar as possibilidades de qualificação dos futuros profissionais de Comunicação na área dos direitos humanos de crianças e adolescentes. A iniciativa é desenvolvida com o apoio estratégico da Fundação W.K. Kellogg e o apoio do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo (FNPJ). Saiba mais clicando aqui.

Informações:
ANDI – Agência de Notícias dos Direitos da Infância
Guilherme Canela – coordenador de Relações Acadêmicas
(61) 2102-6537 / gcanela@andi.org.br
Fábio Senne – assistente da Coordenação de Relações Acadêmicas
(61) 2102-6535 / fsenne@andi.org.br
Ana Néca – assistente da Coordenação de Relações Acadêmicas
(61) 2102-6547 / aneca@andi.org.br

_______________________________________
Lembre-se que você tem quatro opções de participação: (I) Um email de cada vez; (II) Resumo diário; (III) Email de compilação; (IV) Sem emails (acesso apenas online). Para cancelar, responda solicitando. [www.consciencia.net/agencia]

Deixe uma resposta Cancelar resposta

Sair da versão mobile