Categorias
Opinião

Policiais da UPP disparam munição letal contra moradores em protesto no Manguinhos, no Rio

Segundo moradores, ataque da Polícia Militar teria acontecido na Biblioteca Parque de Manguinhos. Outras violações de direitos humanos foram relatadas.

Jornal A Nova Democracia
Pôster do YouTube
Na noite de quinta-feira (20) e na manhã de sexta-feira (21), a equipe de AND foi à favela de Manguinhos apurar uma denúncia de que PMs da UPP estariam disparando tiros de munição real contra moradores.
Segundo relatos, a polícia teria ido a um galpão atrás da Biblioteca Parque de Manguinhos para retirar cerca de 100 famílias que ocupavam o local. Diante da resistência dos moradores, PMs começaram a disparar bombas de gás e efeito moral contra a população, que respondeu com uma chuva de pedras e garrafas.
Foi quando PMs teriam começado a disparar munição letal contra moradores. Várias pessoas ficaram feridas e quatro jovens foram baleados. Um deles se encontra internado em estado grave no Hospital Salgado Filho.
Enquanto isso, o monopólio da imprensa fantasia um suposto ataque orquestrado pelo tráfico contra as UPPs para justificar uma ocupação do exército às vésperas da Copa do Mundo.

Deixe uma resposta Cancelar resposta