Categorias
Brasil Campo Cidadania Cidades Cultura Direitos Humanos Memória & Consciência Opinião Trabalho escravo

Pastoral dos Migrantes divulga o seu programa na Cúpula dos Povos

Cúpula dos Povos na Rio+20 por Justiça Social e Ambiental
Seminários: Mudanças Ambientais e Migrações: desafios e perspectivas

Objetivos

Debater os efeitos das mudanças ambientais e sociais sobre as populações migrantes, principalmente no Brasil. Avaliar e propor alternativas ao fenômeno da degradação humana e ambiental, às situações de superexploração e trabalho escravo, e, à precarização da moradia urbana em vista de grandes projetos, como as obras da Copa 2014.

Data: 16/06/2012 (sábado) Local: Aterro do Flamengo (RJ) Tenda 12 – Egidio Bruneto
Horário: 9h-11h (1ª mesa)
Agronegócio e Trabalho Escravo
Elizabete Flores – CPT/MT
A Convivência com o semi-árido como perspectiva de justiça ambiental
José Roberto Saraiva dos Santos – SPM/NE – LEC-GEO/NEACCA/UFPE
Documentário: Imigrantes e refugiados – um olhar sobre si mesmos
Dirceu Cutti – CEM

Horário: 9h -11h (2ª mesa)
Expositores/temáticas:
Trabalho escravo contemporâneo: degradação humana e ambiental
Antonio Alves de Almeida – NELAM-PUC-SP
Trabalho escravo contemporâneo e migrações
Adonia Antunes Prado GPTEC/UFRJ
Documentário: Conflitos – lutas e estratégias de trabalhadores canavieiros
Roberto Novaes – SPM/UFRJ
Coordenadora da Mesa: Ir. Teresinha Santim – CSEM

Organizadores:

SPM – Serviço Pastora dos Migrantes, CEM – Centro de Estudos Migratórios, CSEM – Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios, Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos, SPM/Nordeste, CPT/MT – Comissão Pastoral da Terra, NELAM-PUC/SP, GPTEC/UFRJ

Deixe uma resposta