O Império do Ocidente é sempre certo: democrático, verdadeiro, humanitário…

O Império do Ocidente é sempre certo: democrático, verdadeiro, humanitário…

 

Ai do mundo, se não fosse o Império

Guardião dos valores celestiais

Humildade, família e outros mais

Combatente do mal – sistema sério

Busca a paz, mas a paz de cemitério

Suas línguas, presentes mundo afora

O Inglês, o francês, ontem e agora

Nada impostas, escolhidas de bom grado

Idiomas no mundo espalhados

Livre escolha do mundo que os adora.

 

Sempre foi bem armado, até os dentes

A concórdia, porém, é sua marca

Em dezenas de povos desembarca

Fascinados, os povos, certamente

Os acolhem em clima “caliente”

Seu saber é por eles acolhido

Qual farol de humanismo é trazido

De invenções científicas pioneiros

Asiáticos, chineses, embusteiros

Todo o mundo o tem qual seu ungido…

 

Na América Latina é similar

Ocidente cristão, de fé movido

Vêm salvar os selvagens, a seu pedido

Aportando a América vêm por mar

Suas riquezas a gerir, vêm ensinar

É preciso domar selvageria

Ensinar-lhe doutrina luzidia

Mas, em troca, exigiu suas riquezas

Ouro, prata, minérios, de forma ilesa

Batizando-os à força pra confrarias…

 

Ocidente continua a salvação

Contra a China e a Rússia, inimigas

Em defesa da Ucrânia assume a briga

Pois a Rússia e aliados são quem são

Fazem a guerra sem motivo. OTAN? Não!

Cem por cento a OTAN amplia espaço

Mas, jamais cometendo erro crasso

Mas somente pra levar Democracia

Para os povos da Ásia tão arredia

Ninguém erra, seguindo bem seus passos

 

Diferente do que fez com o outro lado

Desprezou os saberes do Oriente

Usurpando por vezes suas gentes

Omitindo seus feitos ordenados

Desdenhando também outros achados

De invenções preciosas tão sadias

Só retém de outros povos regalias…

‘Inda hoje fustiga orientais

Asiáticos e outros povos mais

O Ocidente só assim se mostraria?

 

Mas é certo que é denso seu legado

No terreno das Artes, da Cultura

Tudo isso por nós apreciado

A Ciência e a Literatura

Sua música se mostra bem madura

E na técnica, é bem reconhecido

Tudo isso nos faz dar-lhe sentido

Mas, sua dívida é enorme com o mundo

Um sem-número de embates bem profundos

Vamos ter um Ocidente convertido?

 

João Pessoa, 31 de maio de 2022

Deixe uma resposta Cancelar resposta