Categorias
Cultura Educação Memória & Consciência

Memória de ruas

Ontem e hoje tive e tenho

A sensação clara de ser e de ter sido

Um homem da rua

Alguém que andou e se fez nas caminhadas

Cidades e campos.

Hoje as ruas são mais nas memórias

O meu lugar é onde piso e respiro

A pele que me guarda

É a minha casa.

Vieram as sensações das cidades por onde andei e morei

Muitas calçadas e praças

Mercadinhos e supermercados

Aeroportos e bancos de praça

Escolas e quartéis

Hospitais e igrejas, não sei.

Minuto a minuto afluem à memória

Toda essa paisagem de que foi feita e é a minha vida

Praias e mares, lagos e montanhas

Por onde andei

Hoje configuram uma única paisagem

Urbana suburbana humana

Gente em busca de um destino

Um lugar no mundo

Rostos cansados e esperançados

Em que me vejo, me vi e continuarei a me ver

Alguém que lutou nas ruas

Procurou um espaço no meio das pessoas

E achou, acho

Que esse lugar é onde estou

O lugar em que piso e o ar que respiro.

Hoje a minha luta é mais para juntar

Deixar vir

Reunir toda essa memória de ruas.

Por Rolando Lazarte

Doutor em sociologia (Universidade de São Paulo). Mestre em sociologia (IUPERJ). Licenciado em sociologia (Universidad Nacional de Cuyo, Mendoza, Argentina). Terapeuta Comunitário. Escritor. Professor aposentado da UFPB. Membro do MISC-PB Movimento Integrado de Saúde Comunitária da Paraíba. Vários dos meus livros estão disponíveis on line gratuitamente: https://consciencia.net/mis-libros-on-line-meus-livros/

Deixe uma resposta Cancelar resposta

Sair da versão mobile