Greve dos Professores do Rio de Janeiro

A greve dos professores do Rio de Janeiro começou no dia 07 de junho, reivindicando melhores salários para os profissionais da área. Um levantamento recente, revela que o piso salarial dos profissionais de educação da rede estadual é o pior do país – R$ 631 para professores e R$ 433 para funcionários. Reivindicam um reajuste imediato […]

A greve dos professores do Rio de Janeiro começou no dia 07 de junho, reivindicando melhores salários para os profissionais da área.
Um levantamento recente, revela que o piso salarial dos profissionais de educação da rede estadual é o pior do país – R$ 631 para professores e R$ 433 para funcionários. Reivindicam um reajuste imediato de 26%, dentre outros direitos.
Os grevistas se mantêm acampados frente à Assembléia desde o dia da ocupação.
A Seeduc (Secretaria Estadual de Educação) publicou ontem (26/07) em seu site que efetuará o pagamento dos dias parados desde o início da manifestação (07/06).
Também segundo o site da Seeduc, a partir de 1º de agosto, quando as aulas recomeçarem, o servidor que estiver em greve terá a falta descontada diretamente. As aulas perdidas terão que ser repostas.

Enquanto a greve se mantém, os manifestantes pedem à população que utilizem faixas pretas em carros e janelas em apoio ao manifesto.

Deixe uma resposta