Categorias
Educação Mídia Saúde

Educação é o caminho!

Um pouco de história. Tentaram nos convencer do “fim da história”. É impressionante o poder de dissolução do pensamento reflexivo e, portanto, da ação consciente, que redundam em decomposição da existência humana no plano concreto, da vida cotidiana.

Referimo-nos agora ao panorama atual do Brasil, às voltas com um desgoverno evidentemente incapaz de fazer qualquer outra coisa diferente do que está fazendo: destruir o país e o povo. Como é que isto veio a suceder? Um país com cultura, educação e ciência, filosofia, mobilização social.

Tudo isto foi arremessado para o espaço em um tempo curtíssimo. Talvez uns oito anos, se pensarmos no dia em que Aécio Neves (PSDB) anunciou em rede nacional de TV, que iriam tirar o PT do poder. Tiraram o PT do poder, e empurraram o Brasil para o buraco.

Em 2018, a eleição viciada e não sabemos se também fraudada, levou à presidência da república alguém visivelmente incapaz de qualquer ação construtiva. Em elemento abertamente favorável à tortura. Preferiram um genocida a um educador.

Fernando Haddad foi derrotado por uma ação midiática criminosa, que fez boa parte da população acreditar em todo tipo de aberrações que lhe foram enfiadas na cabeça. Pessoas supostamente instruídas acreditaram num inexistente “kit gay”.

Pessoas supostamente militantes com visão história acreditaram em fotos em que Fernando Haddad aparecia comungando. Isto era um horror! Tudo isto para dizer que o mundo em que vivemos está em boa medida nas mãos de grupos de poder em tudo contrários ao bem comum, à vida humana e à justiça.

Roubaram a visão histórica. Substituiram a visão de mundo por implantes. Alguém vive por nós e achamos isto normal. Não tem nada nem de normal e muito menos de bom ou aceitável. Quem vai morrer sou eu, é você.

Portanto é melhor que seja eu quem viva. Se você quer ou não viver, não sei. Bandidos no poder. No país de Paulo Freire. Parece mentira. Olhar para a história é imprescindível. Só se vive uma vez. É bom lembrar. O desgoverno nos quer mortos, mortas. Sem vacinas, sem educação. Você também quer isto?

Deixe uma resposta