Conhecimento

Tenho a impressão de que há algumas coisas que não podem ser conhecidas diretamente. Lembro que Jorge Luis Borges disse isso a respeito da poesia: sabia o que era a poesia quando não lhe perguntavam, mas, quando era perguntado, não sabia. Ocorre-me que isto se aplica ao amor, Deus, à vida. Ontem tentava pensar em Deus, qual seria o meu conceito de Deus, ou o que é que eu entendo por espiritualidade. Tudo que pensei tornou-se nada ou quase nada. Há coisas que apenas as podemos conhecer de maneira não racional nem direta, e sim vivencial, experimental. Talvez Deus, a poesia, o amor, a vida, pertençam a esta categoria.

Por Rolando Lazarte

Sociólogo e escritor. Terapeuta Comunitário. Professor aposentado da UFPB. Membro do MISC-PB Movimento Integrado de Saúde Comunitária da Paraíba. Vários dos meus livros estão disponíveis on line gratuitamente: https://consciencia.net/mis-libros-on-line-meus-livros/

Ver arquivo

Deixe uma resposta