Categorias
Opinião

Como se resiste à destruição? Como se refaz a vida?

Por pouco que prestemos atenção à nossa própria história de vida, bem como à das pessoas em volta, teremos não uma, mas incontáveis respostas.

Desde que nascemos, e às vezes antes mesmo de nascer, já estamos às voltas com ameaças à vida.

Gravidez indesejada, esperada menina nascido menino, decepção para os pais, mesmo assim nascemos.

Escola, bairro, trabalho, exército, lá vai. Onde é que não há desafios, se a própria vida é um desafio cotidiano?

Estas palavras não procuram outra coisa do que restabelecer a fé em nós mesmos, na nossa comunidade e no futuro.

Muitas vezes a vida fica por um fio. Quem não se lembra de várias situações assim na sua vida?

Não estamos aqui? Não seguimos adiante? Não estamos ainda e sempre apostando na esperança e trabalhando por um novo amanhecer?

Deixe uma resposta Cancelar resposta

Sair da versão mobile