Categorias
Cidadania Cultura Educação

Cinco frases e uma canção

Como uma maneira de promover o debate construtivo que sustenta e fortalece a vida de pessoas e comunidades, me permito neste momento reunir algumas notas, se assim posso me exprimir, da melodia da vida.

No contexto do espaço comunitário cidadão, ressaltam as ações cidadãs de promoção da vida, fortalecimento de vínculos, reforço da auto-estima. Estas ações acontecem no âmbito das famílias, associações, movimentos, bem como nos cenários nacional e internacional.

O tempo que vem transcorrendo desde o início do confinamento imposto pela pandemia, têm-nos feito voltar as nossas atenções para o espaço mínimo da vida de todo dia. No entanto, ao mesmo tempo, temos ficado mais conscientes de que é imprescindível uma ação integrada em diversos âmbitos, em escala nacional e mundial, se queremos de fato que a humanidade defina uma alternativa viável.

A cultura têm se mostrado como uma fonte inesgotável de recursos que sustentam a nossa capacidade resiliente. Procuramos a nossa história de vida, a memória coletiva, os projetos de inclusão social, a arte como exercício diário da esperança que constrói horizontes positivos. Como uma forma de suscitar a participação de leitoras e leitores neste mutirão, partilhamos estas frases mobilizadoras, e uma canção. Elas deverão servir como incentivos para o aprofundamento destes temas.

“Estamos rodeados de beleza” (Jorge Luis Borges. Arte poética)

“É preciso a chuva para florir” (Almir Sater, Tocando em frente)

“A lógica é o dinheiro do espírito” Frase lida num livro de Karl Marx.

“A arte de viver consiste em tirar o maior bem do maior mal” (Machado de Assis, Iaiá García).

“Às vezes penso que a única coisa que torna possível viver sem repugnância neste mundo é a beleza que de quando em quando os homens criam do caos. Os quadros que pintam, as músicas que compõem, os livros que escrevem, as vidas que levam. E em tudo isto o que encerra maior beleza é uma vida bela. Essa é que é a perfeita obra de arte.” (W. Somerset Maugham, O véu pintado)

“Ciranda Momento Novo”, proposta para a celebração da Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2021 https://youtu.be/Pty-sx-MSNI (CONIC/CNBB)

 

Por Rolando Lazarte

Sociólogo e escritor. Terapeuta Comunitário. Professor aposentado da UFPB. Membro do MISC-PB Movimento Integrado de Saúde Comunitária da Paraíba. Vários dos meus livros estão disponíveis on line gratuitamente: https://consciencia.net/mis-libros-on-line-meus-livros/

Ver arquivo

Deixe uma resposta