Todos os posts de Martim Assueros Gomes

Sociólogo e Educador Ambiental, 67. É coautor do livro “Brejos de Altitude em Pernambuco e Paraíba: História Natural, Ecologia e Conservação” (disponível aqui) e de cartilhas didáticas de educação ambiental (disponíveis aqui: série Joca Descobre...).

A força do voto

O nosso voto salvou
crianças Yanomami
da maldade de um infame
que muitas delas matou:
desde que as relegou
à fome e à desnutrição,
movido pela intenção
cruel e deliberada
de tê-las exterminadas
como etnia, nação.

Martim Assueros
27/01/2023

Elegia minguante

Elegia minguante

Sob a lua côncava e minguante
Um juízo aluado em lua cheia
Que espera do alto seu calmante
Uma lua aplicada em sua veia

Um clarão o invade alma adentro
Irradia uma luz pura, vestal
Que mergulha no seio do epicentro
E fenece na glande pineal

Qual fagulha, uma chispa, uma centelha
Que se solta da brasa e logo esfria
E se esvai feito chuva pela telha

Tudo rui, se desfaz na ventania
Tão fugaz qual ruflar de uma abelha
Tão real quanto uma alegoria

Martim Assueros

Genocídio Yanomami

O holocausto é aqui
Nas terras Yanomami
E vem da devastação
Criminosa, vil, infame
Do nosso meio ambiente
Que tem da vida a semente
Sua luz e seu liame

A extração de madeira
E garimpos criminosos
Que contaminaram rios
E seu povo até os ossos
Disseminaram doenças
Zombaram de suas crenças
Depois rezaram pai-nossos

As populações indígenas
Restaram abandonadas
Pelo governo da morte
Em ações deliberadas
Feridas por suas lanças
Mais de quinhentas crianças
Tombaram exterminadas

Se pela fome e doença
Todo um povo é afetado
E por falta de assistência
Tanto assim é dizimado
Declaro neste relato
Que o genocídio é um fato
E está caracterizado

Martim Assueros
21/1/2023

Do 8 de Janeiro (3)

Um Balthazar Martinot
ali no chão, destroçado,
depois que fora jogado
pelo infeliz malfeitor.
D. João VI o aportou
sem saber que os tiranos,
dali a duzentos anos,
o Planalto invadiriam.
E ao relógio sobrariam
seus instintos mais insanos.

Martim Assueros
21/1/2023

Do 8 de Janeiro (2)

A Papuda no momento
Integra o agronegócio
Está no grupo de sócios
Que cria gado chucrento
Retido em confinamento
Na pecuária intensiva
Depois da ração nociva
Ruminada em quatro anos
Induzir golpes tiranos
De matizes verde-oliva

Martim Assueros
20/1/2023

Do 8 de Janeiro

Outro bandido adiante
Apunhalou As Mulatas
Que ali pousavam pacatas
Em uma obra marcante
Do pintor Di Cavalcanti
Artista muito aclamado
Mas a partir de um mandado
O golpista entrou em cana
Pra ver que na Terra plana
O sol vai nascer quadrado

Martim Assueros
19/1/2023