Revolução em Kirguistão

Por Isaac Bigio LONDRES, 24/3/2005. O Kirguistão está localizado entre a antiga URSS, China e o subcontinente indiano. A rebelião instalada ali pode ter um impacto em toda a região. As revoluções que Bush incitou na Georgia e na Ucrânia não apresentaram mortes e foram lideradas por caudilhos pró-EEUU. No Kirguistão a rebelião popular é […]

Eutanásia

Por Isaac Bigio LONDRES, 23/3/2005. O fundamentalismo religioso não só cresceu no Islã como também nos EUA. Seu desenvolvimento é tal que foi decisivo para garantir a vitória eleitoral de Bush sobre os liberais. O presidente e o congresso republicanos intervieram para evitar uma decisão legal que autoriza a eutanásia a uma mulher em estado […]

Coréia nuclear

Por Isaac Bigio LONDRES, 22/3/2005. Ao invadir o Iraque, Bush argumentou que buscava evitar que outros ‘países párias’ se dotassem de armas de destruição em massa. Na realidade, tem acontecido o inverso. Bagdá não tinha gases químicos nem uma grande capacidade de resistência. Por outro lado, o Irã e a Coréia do Norte, os outros […]

Oriente médio por Isaac Bigio (2004 e 2005)

Bloqueio Irã-Venezuela LONDRES, 22/3/2005. Jatami, presidente iraniano, esteve em Caracas devolvendo a visita que Chávez fez a seu País. Venezuela e Irã são dois dos maiores exportadores mundiais de petróleo. Ambos são os principais opositores dos EEUU em seus subcontinentes, proclamam a realização de revoluções nacionalistas e desenvolvem economias protecionistas com significativa intervenção estatal. Irã […]

Categorias
Opinião

Credibilidade abalada

Num esforço para aumentar a pressão sobre a Coréia do Norte, o governo Bush disse a seus aliados asiáticos no início do ano que Pyongyang exportara material nuclear para a Líbia. Esta foi uma nova acusação importante por ter sido a primeira alegação de que os norte-coreanos estavam ajudando na criação de um novo Estado […]

Categorias
Opinião

Irã teve ajuda do Paquistão

ISLAMABAD. O cientista Abdul Qader Khan vendeu ao Irã centrífugas de urânio para desenvolver seu programa nuclear, admitiu ontem o ministro de Informação do Paquistão, xeque Rashid Ahmed, que insistiu que seu governo não interveio na venda. A admissão foi feita durante um seminário sobre Reconciliação Política no mundo, segundo a emissora de televisão local […]