Categorias
Opinião

Ativistas fazem ato de repúdio à violência na sambada de coco em Olinda

Organizadores da Marcha Mundial pela Paz e pela Não Violência apresentam vídeo e distribuem materiais informativos pedindo paz no tradicional evento pernambucano

Sabine Mendes, Pressenza IPA*

(5 de março de 2009) – No próximo sábado, dia 7 de março, a partir das 22 horas, membros da ONG Mundo Sem Guerras estarão no Largo de Guadalupe manifestando-se em repúdio aos atos de violência na tradicional Sambada do Coco em Olinda. A ONG é promotora da Marcha Mundial pela Paz e pela Não Violência. Será apresentado vídeo sobre a metodologia da não violência ativa e haverá distribuição de informativos.
Segundo Cristiane Prudenciano, porta-voz da Marcha Mundial em Recife, a Sambada do Coco “tem utilizado princípios da Não Violência Ativa, rejeitando e fazendo o vazio às diferentes formas de discriminação e violência”. O evento acontece mensalmente na comunidade de Guadalupe e recorda, por meio da arte-educação, uma matriz cultural africana. Os episódios de violência ocorreram em dezembro de 2008 e fevereiro de 2009, envolvendo, em ambos os casos, policiais.
“Alertamos para a necessidade de revisão e transformação do método de ação policial, que diversas vezes é sinônimo de uma prática de violência institucionalizada”, afirma Cristiane. Beth de Oxum, organizadora da Sambada, já aderiu à Marcha Mundial, cujo lançamento pernambucano será em Recife no dia 17 de março.

*Pressenza IPA é uma agência internacional de notícias com o foco em informações sobre a Paz e Não Violência. Funciona em parceria com diversos veículos e agências, entre eles, Consciencia.net (desde fevereiro de 2009). Parte do conteúdo de Pressenza é publicado neste blog. Para ter acesso a todas as notícias publicadas por Pressenza, basta agregar ao leitor de RSS (*) os seguintes vínculos: http://world.pressenza.org/news_feed/display (noticias) http://world.pressenza.org/agenda_feed/display (agenda) Mais informações: info@world.pressenza.org

Deixe uma resposta Cancelar resposta

Sair da versão mobile