Helana Gurgel
Por Ana Rachel

Na infância, Helana Gurgel se perdeu nas letras. Ao adentrar na juventude, enveredou por silepses e até hoje está desaparecida. Dizem as más línguas que por alguma esquina metafórica. Mas a sua localização literária não é relevante desde que continue deixando seus assomos literários à Clarice Lispector na Internet.

Seus escritos são únicos: a priori, sentenças com humor enganam os desavisados. Estes se surpreendem com as quebras no ritmo do texto com a inserção de vocabulário rebuscado e blocos únicos de pura literatura.

A garota-literatice pôs seu potencial criativo à prova em um site, que foi muito bem acolhido pelos aficionados em boa literatura. A jovem, ainda desaparecida, pegou um atalho nos eufemismos e se encontrou nos grupos de discussão, onde versa sobre todos os seus assuntos, ainda ao seu estilo.

Fale com Helana Gurgel
Leia Helana Gurgel

Colaboradores | Página principal


Consciência.Net