Categorias
Rio de Janeiro

Ambulante é enforcado por Guarda Municipal do Rio de Janeiro

Pôster do YouTube

O ambulante, mais conhecido como “Garçom do Sinal”, que há 21 anos vende água e refrigerantes na esquina da Rua do Russel com Av. Beira Mar, na Glória, foi violentamente abordado por guardas municipais do Rio de Janeiro.

A agressão ocorreu no final da manhã desta sexta-feira (18/05) e as pessoas que passavam pelo local ficaram revoltadas com a forma de abordagem e conduta dos guardas, que somente após perceberem a ocorrência da filmagem, pararam de agredir o ambulante.

As imagens foram captadas e editadas pelo radialista e jornalista Marcio Motta, que as disponibilizou na internet, com o objetivo de que a pressão popular possa incentivar a Prefeitura a tomar medidas para melhor preparar a Guarda Municipal.

Eu já vi esse senhor duas ou três vezes. Ele é um trabalhador.

Em alguns lugares do mundo, a Guarda Municipal serve para servir a população. No Rio de Janeiro, serve para humilhar os trabalhadores porque são “ilegais”.

Trabalhador nenhum é ilegal, a Prefeitura deveria saber. Está no máximo numa situação de ilegalidade e não pode ocorrer o que ocorreu neste vídeo.

Numa cidade séria, os três guardas já estariam com graves medidas administrativas nas costas – um por lesão corporal e abuso de autoridade, os outros dois por cumplicidade.

Mas não estamos numa cidade séria. Estamos numa cidade empresa. Dizer que tratou-se de uma limpeza social pode até deixar os sociólogos mais tranquilos, mas não tira a humilhação deste homem. E nem acaba com o problema.

É preciso pensar em uma mudança imediata, é preciso obrigar a Prefeitura a ser mais humana. Por lei ou pela vontade popular.

Por Gustavo Barreto

Jornalista, 39, com mestrado (2011) e doutorado (2015) em Comunicação e Cultura pela UFRJ. É autor de três livros: o primeiro sobre cidadania, direitos humanos e internet, e os dois demais sobre a história da imigração na imprensa brasileira (todos disponíveis clicando aqui). Atualmente é estudante de Psicologia. Acesse o currículo lattes clicando aqui. Acesse também pelo Facebook (fb.com/gustavo.barreto.rio) e Twitter (@gustavobarreto_).

7 respostas em “Ambulante é enforcado por Guarda Municipal do Rio de Janeiro”

eu tambem acho que a guarda do rio estar errada o que tem que se fazer e deixar essa cidade virar uma zona porque hoje em dia o que mais tem nessa cidade e pessoas que endentam de posturas municipais pequenos delitos e outras coisa que acontecem nessa cidade que aparece um monte de advogados que não endente de nada para se meter no serviço dos outros.esse cidadão jornalista filmando perguntava aos guardas sobre as notas fiscais das mercadorias do ambulantes o o dispreparado não sabe que mesmo ele com nota fiscal estar passivo de perder a sua mercadoria pois estar ocupando espaço publico indevidamente e vendendo os seus produtos de maneira inadeguada sem as normas da vigilância sanitaria alem do mais eu queria ver esse cidadão d entro da sua profissão sendo questionado pelos seus trabalhos que em muitas das vezes eles não respeitam ninguem e hj em dia noticia virou sinonemo de promoção pessoas esa cidade estar cheio de demagogos vAMOS AGORDAR AGORA QUE OS GMS estão despreparados isto estão pois ficaram dasndo confiança a esse jornalista sendo que o mais certo era lhe informar que se o mesmo estivese se sentindo na razão que ele poderia ir a uma delegacia e prestar queixa dos mesmo;

Enguanto pessoas iguais a este individuo que estava filmando existir,quem estiver na ilegalidade pode comemorar.trata-se de um intrometido,desqualificado,oportunista e sem carater.A lei é para todos e não pode previlegiar esse ou aquele.Amigo se você é casado,vai se juntar a sua esposa e pare de ficar procurando por homem na rua,vai pra casa.quem sabe o que você esta a pricura

O cidadão que escreveu essa matéria é um BURRO ! Vai estudar antes de defecar pela boca ! Digo o mesmo pra esse palhaço que filmou… Será que esse outro BURRO conhece os decretos, Posturas Municipais? !! E os advogados de pobre que sempre aparecem pra tumultuar…hahaha..faz me rir ! Trabalho muito bem realizado pelos Gms, Parabéns !

pra vc q estava filmando tu é muito babaca!!!
si acha q os guardas estava errado vai reclamar
la na prefeitura, e outra nota fiscal ñ diz nada
o guarda pode levar com nota ou sem nota respondi
sou pergunta? seu jornalista de merda ta com peninha
leva pra sua casa o ambulante e a familha dele…

Ok,então eu que sou comerciante e pago imposto até pra respirar é que estou errado! a postura dos servidores ao meu ver está corretíssima,já que até onde sei são pagos para este fim (manter a ordem na cidade),a questão social é outra coisa,o Estado tem mesmo o dever de amparar e dar mais oportunidades aqueles que realmente precisam e merecem,entretanto ,todos sabem que misturados a estes humildes trabalhadores há muitos meliantes gente de má indole,que só está ali pra “te escoltar”,já vi muita coisa acontecer e digo por esperiência que a maioria dos trabalhadores de bem sentem se bem com a presença da guarda municipal,agora pra mim o sr. que escreveu este absurdo deve ser no minímo anarquista,provavelmente tem algum ressentimento por causa de alguma multa e está querendo descontar.Estes servidores possuem fé pública e se desacatou tem é de prender mesmo! se começassenm todos os órgaõs de segurança a agir com mais rigor diminuiria está permissividade na qual vivemos,quero sim uma cidade mais organizada mais segura para meus filhos e netos!o jornalismo é uma das profissões mais sérias e bonitas então por gentileza use-a com responsabilidade,pois um bom jornalista é primeiramente imparcial.

Esse cara que filmou só filmou o que lhe interessou,mal intencionado,não sabia de nada -suponho-e chegou botando banca.Só ele é preparado,radialista?Isso eu também sou,com 17 anos de profissão,nós temos que respeitar o poder público,acha que está errado,acompanha até a DP da área liga para ouvidoria.Agora postar na rede e ainda querer ensinar o trabalho do profissional é brincadeira.Vai cobrir uma guerra,um terremoto.Pois de ordem pública você não entende.

Deixe uma resposta Cancelar resposta

Sair da versão mobile