Categorias
Opinião

Amar

Eu não posso forçar ninguém a amar.
Eu não posso nem quero me forçar a amar.
Amar é um movimento em si mesmo, é um agir em sintonia com o tecido tênue da própria vida.
Durante um tempo acreditei que amar seria somente satisfação, desfrute e prazer. É muito disso mas é muito mais. Também é uma obediência a deveres que se impõem. É um agir de acordo com a natureza das coisas. É viver atento e vigilante. É decidir a cada momento, que rumo tomar.

Por Rolando Lazarte

Sociólogo e escritor. Terapeuta Comunitário. Professor aposentado da UFPB. Membro do MISC-PB Movimento Integrado de Saúde Comunitária da Paraíba. Vários dos meus livros estão disponíveis on line gratuitamente: https://consciencia.net/mis-libros-on-line-meus-livros/

Ver arquivo

Deixe uma resposta