Amanhecendo

Caminhava em direção à praia nesta manhã, lembrando das palavras que trocara com a minha companheira na porta de casa. Paciência. Esperar. À minha frente, quase ao chegar à beira-mar, aquela superfície de ondas se mexendo ritmadamente, prateadas, sob a luz do sol. O céu lá muito longe, claro, quase querendo se confundir com a luz prateada do mar ondulante. Na areia, as pegadas dos caminhantes e das caminhantes. Mais cedo, o amanhecer, visto pela janela do quarto. A luz clareando, a escuridão se indo. Os pássaros cantando. Desfrutar da vida como um dom divino. Agora, de volta em casa, escrevendo estas coisas que chegam aos teus olhos.

 

Por Rolando Lazarte

Doutor em Sociologia. Escritor. Terapeuta comunitário. Membro do MISC-PB Movimento Integrado de Saúde Comunitária da Paraíba. Vários dos meus livros estão disponíveis online gratuitamente: https://consciencia.net/mis-libros-on-line-meus-livros/

Ver arquivo

Deixe uma resposta