Categorias
Brasil Cultura Opinião

A essência do ser (por João XXIII)

O papa João XXIII escreveu este poema:

Saberás da dor e da aflição
de estar com muitos, mas vazio.
Saberás da solidão da noite
e da extensão dos dias.

Saberás da espera sem paz
e do aguardar com medo.
Saberás da soberba daqueles que detêm o poder
e submetem sem compaixão.

Saberás do abandono dos teus
e da impotência do adeus.
Saberás que já é tarde
e quase sempre impossível.

Saberás que és tu sempre a dar
e sentes que poucas vezes recebes.
Saberás que freqüentemente pensas diferente
e talvez não te entendam.

Mas saberás também:
Que a dor redime.
Que a solidão cura.
Que a fé engrandece.

Que a esperança sustém.
Que a humildade enobrece.
Que a perseverança modera.
Que o esquecimento suaviza.

Que o perdão fortalece.
Que a lembrança acompanha.
Que a razão guia.
Que o amor dignifica…

Porque unicamente o que vale
é aquilo que está dentro de ti,
e acima de tudo está Deus.
Só tens que descobri-Lo
e assim encontrarás a verdadeira Paz.

Deixe uma resposta