A arma do povo é a consciência

Pelo restabelecimento do estado de direito

Pelo retorno do Brasil ao sistema constitucional pleno

Pelo fim do regime de exceção

Temos nos posicionado em favor destas três bandeiras

Impostas desde que o golpe de 2016 nos precipitou novamente na legalidade

O terrorismo de estado de novo

A desinformação, a confusão, a desumanização

O império da mentira e da força bruta

O Brasil deve voltar a ser um país para todas e todos

A justiça deve voltar a ser o fiel da balança

O equilíbrio deve novamente tornar a ser o eixo dos nossos atos como país, como humanidade, como gente

A era da informação não deve nos cegar ao ponto de não vermos que estão nos querendo dominar novamente

Nada de faz sem trabalho honesto, à luz do dia

A institucionalização da delinquência política, um mal antigo e nunca erradicado, deve nos chamar a atenção para a inevitável reforma política

Mais representação dos setores sociais produtivos, das maiorias, das populações excluídas

Mais livros, menos armas

A arma do povo é a consciência.

Deixe uma resposta Cancelar resposta